Meteorologia

  • 27 JUNHO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º
Finanças Crédito à habitação Empréstimo para a casa? Cinco situaç...

Empréstimo para a casa? Cinco situações em que o banco pode dizer "não"

Fique a par das situações mais comuns em que os bancos podem dizer "não" ao crédito para a compra de casa.

Empréstimo para a casa? Cinco situações em que o banco pode dizer "não"

Se já escolheu a casa (e o negócio) ideal, mas precisa de recorrer a um empréstimo, saiba que há situações em que o banco pode recusar-se a conceder crédito à habitação. 

De acordo com o ComparaJá, estas são as cinco situações mais comuns em que os bancos podem dizer "não" ao crédito para a compra de casa: 

  1. Não ter um bom historial de crédito - "Os bancos, quando emprestam dinheiro (principalmente quantias avultadas, como é o caso do crédito à habitação), pretendem ter a garantia de que o consumidor paga de volta o montante concedido acrescido de juros. Como tal, não é de estranhar que não emprestem a clientes que não tenham um histórico de pagamentos 'limpo'. Caso já tenha falhado prestações em empréstimos anteriores, os bancos que comercializam crédito à habitação em Portugal podem ter algumas reservas relativamente ao seu perfil de risco, dificultando-lhe o acesso ao financiamento pretendido";
  2. Loan-to-Value com risco elevado - "Um dos principais rácios para avaliação do risco de crédito, especialmente no crédito à habitação, é o Loan-to-Value (LTV), que não é mais do que a relação que existe entre o valor de um financiamento e a garantia dada. Este rácio, utilizado nos empréstimos imobiliários, equaciona assim o valor da hipoteca com o do imóvel dado como garantia, estando relacionado com o risco de incumprimento na medida em que quanto mais reduzido este valor for, maior será o incentivo do cliente em pagar a prestação";

  3. Instabilidade profissional - "Os bancos privilegiam os clientes que apresentam uma situação profissional estável. Desta forma, procuram diminuir o risco de conceder crédito a alguém que, de um dia para o outro, possa deixar de conseguir pagar as prestações devidas"; 
  4. Solicitar um empréstimo habitação antes dos 25 anos - "A idade conta para adquirir um empréstimo. Em primeiro lugar, é natural que quem esteja com 20 e poucos anos receba um salário menor que não permita fazer face aos pagamentos inerentes a um empréstimo, para além das outras despesas mensais"; 
  5. Conceder crédito apenas a um titular - "Os bancos veem com bons olhos o facto de no crédito à habitação haver mais do que um titular. Porquê? Porque havendo mais do que um, é possível diluir o risco por ambos".

Leia Também: Seis erros financeiros a evitar se vai comprar um imóvel

Campo obrigatório