Meteorologia

  • 02 OUTUBRO 2022
Tempo
18º
MIN 16º MÁX 30º
Mercado Agentes Clikalia vai abrir portas em Portuga...

Clikalia vai abrir portas em Portugal. Promete venda de casas em 7 dias

Imobiliária Clikalia permite aos proprietários, "através da tecnologia, fazer uma avaliação e receber uma oferta inicial pelo seu imóvel em 24 horas, concluindo a venda em apenas sete dias".

Clikalia vai abrir portas em Portugal. Promete venda de casas em 7 dias

A Clikalia anunciou, esta segunda-feira, que vai abrir portas em Portugal, começando por operar em toda a área metropolitana de Lisboa. A imobiliária diz que consegue concluir a venda de casas em "apenas" sete dias. 

"A Clikalia permite aos proprietários, através da tecnologia, fazer uma avaliação e receber uma oferta inicial pelo seu imóvel em 24 horas, concluindo a venda em apenas sete dias", pode ler-se num comunicado a que o Notícias ao Minuto teve acesso.

A expansão para território nacional será liderada por Brian Moreno, nomeado como 'country head Portugal', que manterá as funções como diretor financeiro global da empresa.

"Esta nova abertura responde ao ambicioso plano de internacionalização da Clikalia e prevê uma aposta de valor em Portugal, pelos evidentes laços culturais, económicos e geográficos que nos unem, já que este mercado atravessou um grande crescimento nos últimos anos e mantém umas perspetivas excelentes. Queremos revolucionar o real estate português, aplicando a tecnologia, acelerando processos e reduzindo custos, como já foi feito no mercado espanhol", diz Brian Moreno, citado no mesmo comunicado.  

A Clikalia já tem uma equipa local, mas continua à procura de novos profissionais. 

A chegada a Portugal acontece meses depois de ter recebido aquela que diz ter sido a "maior ronda de financiamento venture capital da história de Espanha - com um financiamento série B de 460 milhões de euros - liderada pela Fifth Wall, o maior fundo de proptech a nível mundial".

Fundada em 2018, em Espanha, a Clikalia, que conta com mais de 600 membros, opera atualmente nos mercados de Madrid, Barcelona, Sevilha e Málaga, sendo que prevê incorporar novas áreas espanholas no futuro.

Leia Também: Moçambique renova contrato de fornecimento de energia ao Zimbabué

Campo obrigatório