Meteorologia

  • 17 ABRIL 2024
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 28º
Imobiliário Construção Porto vai ter um novo parque urbano....

Porto vai ter um novo parque urbano. Construção arranca no próximo ano

A Câmara do Porto adiantou que a construção do parque urbano com 18.600 metros quadrados na zona da Lapa, plasmada no estudo urbanístico e que se encontra em "fase de colheita de pareceres", deverá arrancar no próximo ano.

Porto vai ter um novo parque urbano. Construção arranca no próximo ano
Notícias ao Minuto

07:34 - 24/03/22 por Lusa

Casa Porto

Em resposta à agência Lusa, a Câmara do Porto referiu hoje que o estudo urbanístico para a zona da Lapa prevê, entre outras ações, a construção de um parque urbano com 18.600 metros quadrados numa área que "compreende uma cedência no âmbito do processo de licenciamento do hotel e uma parcela municipal, junto do metro".

"A concentração da volumetria prevista para o terreno onde se localiza o hotel permitiu libertar a área destinada ao parque urbano", salienta.

Segundo a Câmara do Porto, o projeto do parque urbano encontra-se "na fase de colheita de pareceres às entidades", à qual se seguirá o projeto de execução e o lançamento do concurso público para a empreitada.

"Prevê-se que a obra possa ter início durante o próximo ano", adiantou a autarquia.

O projeto para a zona da Lapa prevê também o reperfilamento da rua de Cervantes, desde o entroncamento com a rua de Alves Redol, até à rua de Antero de Quental "em execução".

A renaturalização da ribeira, "atualmente entubada sob a rua de Cervantes", a plantação de espécies arbóreas, criação de percursos lúdicos e de um percurso pedonal que "garantirá melhores condições de acesso" à estação de metro da Lapa são outras das ações plasmadas no projeto urbanístico.

Num requerimento enviado ao presidente da Câmara do Porto na segunda-feira, a que a Lusa teve acesso, a vereadora da CDU, Ilda Figueiredo, disse ter constatado, numa visita recente aquela zona, que a "única obra que avançou foi a construção do hotel de grande volumetria junto à rua de Cervantes".

Citando os moradores daquela zona, Ilda Figueiredo referiu que "tudo o resto continua adiado", como o alargamento da rua de Cervantes, a construção do parque ajardinado nos terrenos municipais e a ligação pedonal "com condições dignas" à estação de metro, tendo solicitado informações sobre o calendário das obras previstas.

Em 09 de dezembro de 2019, numa nota publicada na sua página oficial, a Câmara do Porto dava conta de que o estudo urbanístico para a zona da Lapa previa a criação de novas frentes urbanas, sobretudo áreas residenciais, um parque urbano verde com 19 mil metros quadrados, a reformulação do acesso à estação de metro da Lapa e a colmatação da rede viária existente com a criação de novos arruamentos.

A apresentação do estudo urbanístico foi realizada na reunião do executivo, onde o vereador do Urbanismo, Pedro Baganha, explicou que o projeto da Lapa se iniciou com um pedido por parte da Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF), proprietária de terrenos naquela zona, e por parte de um privado.

À data, Pedro Baganha afirmou que uma das prioridades da intervenção passava pelo "reforço da atratividade do transporte coletivo", através de uma ligação pedonal mais favorável à estação de metro da Lapa, abolindo os caminhos de terra batida e prevendo uma nova passagem à cota da linha de metro.

A par da criação do parque urbano que previa a revitalização da Ribeira de Vilar (entubada na Rua de Cervantes), o estudo urbanístico, cujo investimento estimado era de 2,2 milhões de euros, destacava a construção de mais habitação e equipamentos de proximidade e novas acessibilidades.

Leia Também: Petróleo. Brent segue em baixa, mas continua acima dos 120 dólares

Campo obrigatório