Meteorologia

  • 04 FEVEREIRO 2023
Tempo
MIN 7º MÁX 18º
Imobiliário Construção Estudantes ajudam a recuperar casa (...

Estudantes ajudam a recuperar casa (e quebrar isolamento) neste concelho

Estudantes de medicina vão estar numa missão de voluntariado no concelho de Alijó, onde vão fazer visitas porta a porta, animação em lares e ajudar a recuperar uma habitação, anunciou hoje o município.

Estudantes ajudam a recuperar casa (e quebrar isolamento) neste concelho

O projeto de voluntariado vai realizar-se entre 27 de fevereiro e 06 de março, decorre no âmbito da iniciativa universitária "Missão País" e envolve cerca de meia centena de estudantes de medicina do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) da Universidade do Porto.

Segundo explicou a autarquia do distrito de Vila Real, em comunicado, os jovens vão dividir-se em pequenos grupos e vão fazer voluntariado nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) de Alijó, Carlão, Favaios, Pegarinhos, Sanfins do Douro, Santa Eugénia, Vila Chã, Vila Verde e Vilar de Maçada e ainda na Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM).

A iniciativa contempla a realização de animação em lares e visitas porta a porta a quem mais precisa, bem como a recuperação de uma habitação, em colaboração com a "Just a Change".

A "Just a Change" é uma associação sem fins lucrativos que se dedica a reabilitar casas de pessoas em situação de pobreza habitacional.

Os voluntários vão também ao Agrupamento de Escolas D. Sancho II para dar a conhecer o seu projeto e vão atuar numa peça de teatro no auditório municipal de Alijó, numa iniciativa aberta à comunidade.

A câmara explicou que a "retoma pós-pandemia vai permitir que os voluntários realizem visitas porta a porta, devidamente identificados, de forma a levar algum conforto e companhia às pessoas mais isoladas".

E, tendo em conta que o objetivo da Missão País é também inspirar outros jovens, o município de Alijó decidiu abrir o projeto a todos os voluntários do concelho interessados em acompanhar e colaborar com os jovens universitários.

A autarquia disse ainda que este é primeiro ano desta iniciativa, esperando poder alargá-la a todas as freguesias do concelho no próximo ano.

Leia Também: Guiné-Bissau. MP impõe obrigação de permanência a líder do PAIGC

Campo obrigatório