Meteorologia

  • 27 JUNHO 2022
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º
Imobiliário Construção Governo de Macau aprova mega plano u...

Governo de Macau aprova mega plano urbanístico para os próximos 20 anos

O Governo de Macau aprovou hoje o Plano Diretor 2020-2040 no qual prevê novos terrenos de cerca de três quilómetros quadrados ganhos ao mar, novas zonas habitacionais, comerciais, turísticas, zonas verdes ou de espaços públicos.

Governo de Macau aprova mega plano urbanístico para os próximos 20 anos
Notícias ao Minuto

10:37 - 28/01/22 por Lusa

Casa Macau

Macau, um do território com maior densidade populacional do mundo, tem neste momento uma população composta cerca de 680.000 habitantes em 33 quilómetros quadrados. Em 2040, a previsão é de que haja 800.000 em cerca de 36,6 quilómetros quadrados, de acordo com o projeto do plano diretor.

"O Projeto do Plano Diretor prevê, a longo prazo, um novo aterro como espaços para o desenvolvimento urbano e para a reserva de terrenos, com vista a dar resposta ao futuro crescimento populacional e a atender às futuras exigências sociais e económicas" e ainda aterros junto à costa e outro para a expansão do aeroporto, lê-se.

Hoje, em conferência de imprensa, o porta-voz do Conselho Executivo, André Cheong, recordou que a área de intervenção do plano será dividida em 18 unidades, classificadas como zona urbana e zona não urbanizável.

A área total da zona não urbanizável representará cerca de 18% da área total, sendo que o objetivo passa por preservar colinas, águas e zonas húmidas.

Nos restantes 82% espera-se a criação de novas zonas comerciais e de atividade económica em vários pontos da cidade "no sentido de promover a cooperação regional e o desenvolvimento da economia nos postos fronteiriços".

Segundo as autoridades, o plano pretende ainda criar condições para "incentivar as pessoas a trabalharem nas zonas onde habitam e promover o equilíbrio entre a função profissional e a função residencial".

Este regulamento administrativo entrará em vigor no dia seguinte à sua publicação.

Leia Também: Arranca construção de hotel em Guimarães num investimento de 11 milhões

Campo obrigatório