Meteorologia

  • 17 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 24º
Imobiliário Habitação Madeira. Avaliação bancária sobe 7,5...

Madeira. Avaliação bancária sobe 7,5% em 2021 (mas cai 1,2% em dezembro)

Em dezembro, o valor mediano da avaliação que os bancos fazem das casas na Região Autónoma da Madeira situou-se nos 1.271 euros por m2, o equivalente a um decréscimo de 1,2% em relação a novembro e a um aumento de 7,5% face ao período homólogo.

Madeira. Avaliação bancária sobe 7,5% em 2021 (mas cai 1,2% em dezembro)

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta quinta-feira, em dezembro do ano passado, o valor mediano da avaliação que os bancos fazem das casas na Região Autónoma da Madeira situou-se nos 1.271 euros por m2, o equivalente a um decréscimo de 1,2% em relação a novembro e a um aumento de 7,5% face ao período homólogo, escreve a Direção Regional de Estatística da Madeira (DREM).

Nos apartamentos, o valor mediano de avaliação bancária na RAM foi de 1.308 euros por m2, representando uma queda de 0,8% comparativamente a novembro e uma subida de 9,8% face ao mês homólogo. Já nas moradias, este valor situou-se nos 1.190 euros por m2, 0,8% abaixo do registado no mês anterior e 2,9% acima do valor do mês homólogo.

A nível municipal, a DREM destaca o valor mediano de avaliação bancária no Funchal que se fixou nos 1.507 euros por m2, inferior ao mês precedente em 0,1%, tendo crescido 6,5% em termos homólogos.

No mesmo mês em análise, além do Funchal, só ultrapassaram o número mínimo de observações registadas, os municípios de Santa Cruz e de Câmara de Lobos, cujos valores de avaliação bancária se fixaram em 1.142 euros por m2 e 1.137 euros por m2, respetivamente.

Valor mediano de avaliação bancária na RAM cresceu abaixo da média nacional em 2021

Faz ainda sobressair a DREM que, em 2021, o valor mediano de avaliação bancária na RAM subiu para 1.233 euros por m2, significando um aumento de 6,8% face a 2020. Considerando os alojamentos, o valor mediano de avaliação aumentou 8,3% nos apartamentos e 4,3% nas moradias, para valores na ordem dos 1.266 euros por m2 e 1.180 euros por m2, pela mesma ordem.

"Atendendo à série temporal disponível, observa-se que o valor mediano de avaliação bancária na Região mantém tendência crescente desde 2015, sendo o valor de 2021 o mais elevado da série", finaliza a DREM.

Leia Também: Avaliação bancária atinge novo recorde de 1.285 euros por metro quadrado

Campo obrigatório