Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Finanças Investimentos Espanha. Habitação deverá representa...

Espanha. Habitação deverá representar 52,8% dos investimentos em 2022

Durante este ano, estima-se que o setor residencial concentrará 52,8% do total do investimento. Em segundo lugar está o setor logístico (23,4%) e em terceiro surgem as unidade hoteleiras (17%), segundo previsões da empresa de serviços profissionais EY.

Espanha. Habitação deverá representar 52,8% dos investimentos em 2022

Em Espanha, prevê-se que o imobiliário irá manter as tendências do ano passado, com o setor residencial a concentrar a maior 'fatia' dos investimentos. De acordo com as previsões da empresa de serviços profissionais EY, a que o Ejeprime teve acesso, a habitação poderá representar 52,8% do total do investimento em 2022. Isto porque estão já em agenda para este ano, projetos na ordem dos 5.398 milhões de euros, divulgam os mesmos dados.

Seguindo a tendência do ano passado, será o setor residencial que absorverá o maior investimento e concentrarão mais de 52,8% do total de investimento. Em segundo lugar está o setor logístico (23,4%) e em terceiro surgem as unidade hoteleiras (17%). Por sua vez, a representar apenas 4,8% e 2,1% dos investimentos, estão os escritórios e o retalho, respetivamente.

Para este ano, a análise da EY dá conta de 402 novos projetos residenciais para venda, em todo o mercado espanhol, que totalizará 34.417 unidades, com investimentos na ordem dos 4.130 milhões de euros. Quanto ao mercado de arrendamento, o número de projetos irá ascender a 36, com 14.920 casas e investimentos de 1.268 milhões de euros.

Por sua vez, no que concerne ao setor logístico, segundo as estimativas da EY, este irá representar investimentos no valor de 2.611 milhões de euros. Os promotores preveem lançar 103 novos projetos, em diferentes partes do mercado espanhol, para desenvolver 5,97 milhões de m2 de logística e industrial.

Já a representar 17% do total de investimento em 2022, está o setor hoteleiro, que entre a construção de novos estabelecimentos e a reabilitação de antigos, estima absorver investimentos na ordem dos 1.900 milhões de euros. Um valor que permitirá a colocação no mercado espanhol de 125 novos hotéis com 13.860 quartos, cita o jornal. 

Leia Também: Investimento das famílias na zona euro com novo máximo de 9,6%

Campo obrigatório