Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2022
Tempo
14º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Imobiliário Escritórios Grande Porto tem 95.000 m2 de escrit...

Grande Porto tem 95.000 m2 de escritórios em pipeline de construção

Destes, cerca de 23.500 m2 já estão ocupados, segundo dados divulgados pela Predibisa.

Grande Porto tem 95.000 m2 de escritórios em pipeline de construção

De acordo com o mais recente relatório da Predibisa, enviado ao Notícias ao Minuto, no Grande Porto, estão 95.000 m2 de escritórios em pipeline de construção, dos quais 23.500 m2 já estão ocupados. Segundo Graça Cunha, Offices & Retail, Associate Director da Predibisa e Isabel Rocha, Offices & Industry, Senior Consultant da Predibisa, que participaram na Semana da Reabilitação Urbana do Porto, tratam-se de "espaços de trabalho preparados para responder a uma procura mais exigente", escreve a organizadora do certame, Vida Imobiliária.

Segundo o relatório, de entre 1.7400 milhões de m2 de 'stock' de escritórios, a Zona 1 (CDB Boavista) absorve a maior fatia com 25% do 'stock', o equivalente a cerca de 430.598 mil m2. Seguem-se a Zona 2 (CDB Baixa) e a Zona 8 (Vila Nova de Gaia), ambas com 17%, e a fechar o 'top 3' de zonas com mais 'stock' de escritórios na Invicta, está a Zona 7 (Maia) com 13%.

O relatório indica ainda uma subida do preço das rendas, em todas as zonas do Grande Porto, nos últimos três anos. Um aumento que, na opinião de Graça Cunha, surge de "um mercado consolidado", com "espaço para uma evolução do preço das rendas." A maior subida foi registada na Zona 1, na ordem dos 18 euros (tendência verificada desde 2019). 

Entre 2019 e 2021, foram realizadas quatro "maiores transações de investimento em escritórios" no Porto: Boavista Office Building / WTC Office Building, em Aldoar, Boavista Office Center, em Ramalde, Edifício Dom Manuel II, em Massarelos, e o Edificio Trindade Domus, em Santo Ildefonso, salienta o mesmo documento.

Faz ainda sobressair o relatório que, na região Norte do país, o volume de investimentos, entre janeiro de 2020 e agosto de 2021, totalizou cerca de 653 milhões de euros de transações. Destes, 156 milhões de euros correspondeu a transações de investimento de escritórios.

Leia Também: Edifícios. Comissão Europeia arranca projeto-piloto de energia em Madrid

Campo obrigatório