Meteorologia

  • 07 DEZEMBRO 2021
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Imobiliário Construção Concluída primeira fase de restauraç...

Concluída primeira fase de restauração da praça histórica de Birmingham

Agora, a praça histórica de Birmingham conta com um edifício de escritórios com oito andares, chamado de 'Two Chamberlain Square'. Este projeto faz parte da estratégia do plano inaugurado em 2008 ('Paradise Masterplan') para renovar esta cidade britânica.

Concluída primeira fase de restauração da praça histórica de Birmingham

A primeira fase de restauração da praça histórica de Birmingham, no Reino Unido, que faz parte da estratégia do plano inaugurado em 2008 ('Paradise Masterplan'), pelo atelier Glenn Howells Architects (GHA), para renovar esta cidade britânica, foi concluída. Agora, a praça conta com um edifício de escritórios com oito andares, chamado de 'Two Chamberlain Square'.

"Acreditamos que a conclusão da 'Two Chamberlain Square' é um marco significativo na transformação do coração cívico da cidade, onde a generosidade e a qualidade da paisagem pública podem ser apreciadas por todos", refere Dav Bansal, sócio da Glenn Howells Architects.

Com 17 mil m2 de escritórios, o edifício envidraçado está de frente para o 'Memorial de Chamberlain', faz fronteira com a autarquia da cidade "e é vizinho de uma importante coleção de arquitetura cívica do século XIX", acrescenta Dav Bansal. 

Segundo avança o Archdaily, esta inauguração consta no plano estratégico, concebido para renovar esta zona de Birmingham, que será composto por três praças públicas e dez edifícios comerciais, culturais e residenciais.

Neste sentido, o GHA vai projetar dois prédios de escritórios, o 'Two Chamberlain Square' (recém construído) e 'One Centenary Way', uma torre residencial de 49 andares, a 'Octagon', e um hotel de 150 quartos projetado em colaboração com os especialistas em hotelaria da ISA Architecture & Design.

Esta transformação urbana coloca assim o património arquitetónico da cidade na vanguarda, podendo tornar Birmingham num "destino mundial" até 2030, finaliza o Archdaily.

Leia Também: Obras licenciadas em edifícios residenciais sobem 12% até setembro

Campo obrigatório