Meteorologia

  • 20 JULHO 2024
Tempo
26º
MIN 19º MÁX 27º
Imobiliário Construção Porto. Edifício Infante é distinguid...

Porto. Edifício Infante é distinguido pela quarta vez este ano

O projeto de arquitetura do edifício Infante, situado no Porto, desenhado pela mão do atelier Meireles Arquitetos, foi distinguido na 6.ª edição do concurso internacional 'Architecture MasterPrize 2021'. Esta é a quarta distinção que este edifício obteve este ano

Edifício Infante no Porto -

O projeto foi distinguido na 6.ª edição do concurso internacional 'Architecture MasterPrize 2021'.

Notícias ao Minuto

17:11 - 05/11/21 por Notícias ao Minuto Enviar email

Casa Edifícios

Desenhado pela mão do atelier Meireles Arquitetos, o projeto de arquitetura do edifício Infante, situado no Porto, foi distinguido na 6.ª edição do concurso internacional 'Architecture MasterPrize 2021' com uma menção honrosa, categoria 'Arquitetura - Renovação', pode-se ler em nota enviada ao Notícias ao Minuto. Esta é a quarta distinção que este edifício obteve até agora.

Segundo a mesma nota, este projeto já recebeu três galardões, além deste último. Em abril, venceu o 'MUSE Design Awards', em maio foi distinguido nos 'Prémios Lusófonos de Arquitectura' e em junho arrecadou um prémio no 'Urban Design & Architecture Design Awards'.

Note que o edifício Infante é um projeto de reabilitação localizado no número 45 da rua do Infante Dom Henrique, na zona histórica da cidade Invicta, classificada como Património Mundial pela Unesco, lê-se no documento.

Para Mário Miguel Meireles, fundador do atelier e lead architect do projeto, a maior preocupação foi respeitar ao máximo não só os requisitos do programa arquitetónico da área, classificada como Património Mundial pela Unesco, mas também as características arquitetónicas dos dois edifícios que resultaram numa habitação multifamiliar.

De realçar que a esta edição do concurso de arquitetura Architecture MasterPrize (AMP) recebeu o maior número de candidaturas de sempre. Segundo o chefe de comunicações do AMP, David Tera, a qualidade dos projetos foi excecional, exibindo talento, criatividade e técnicas surpreendentes.

"Os vencedores deste ano mostraram talento excecional e estabeleceram uma nova referência para o design de arquitetura. Os júris do AMP destacaram a preocupação com a sustentabilidade manifestada por muitos dos projetos, oferecendo soluções para o nosso mundo em constante mudança e desafios ambientais, provando que o design inovador vai além da estética", reforça o responsável.

Leia Também: Oeiras. Escritórios da PHC Software vencem prémio na categoria de design

Campo obrigatório