Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2022
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Imobiliário Arrendamento Preço das casas para arrendar caiu 4...

Preço das casas para arrendar caiu 4,1% no último ano, revela plataforma

No final do mês de outubro deste ano, arrendar casa tinha um custo médio de 10,8 euros por m2, segundo dados hoje divulgados pelo idealista.

Preço das casas para arrendar caiu 4,1% no último ano, revela plataforma

Os preços das casas para arrendar em Portugal desceram 4,1% no último ano, considerando os dados de outubro de 2021 e do mesmo mês do ano passado, informa o idealista. Segundo o índice de preços do mercado de arrendamento da plataforma, hoje divulgado, arrendar casa tinha um custo de 10,8 euros por m2 no final do mês de outubro deste ano, tendo em conta o valor mediano. Já em relação à variação trimestral, a queda foi de 1,2%.

De acordo com o mesmo relatório, a que o Notícias ao Minuto teve acesso, durante o último ano, o valor das habitações para arrendar apenas desceram na Região Autónoma dos Açores (14,3%) e na Área Metropolitana de Lisboa (4,4%).

Em sentido inverso, foi no Alentejo onde se assistiu a uma maior subida (13,4%), seguida pelo Algarve (5,8%), Região Autónoma da Madeira (5,3%) e Centro (4%). Já no Norte, os preços mantiveram-se inalterados nos últimos doze meses. 

Segundo os dados do marketplace imobiliário de Portugal, a Área Metropolitana de Lisboa, com 12,4 euros por m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (9,8 euros por m2), Norte (9,1 euros por m2) e Região Autónoma da Madeira (8,2 euros por m2). Do lado oposto da tabela encontram-se a Região Autónoma dos Açores (5,7 euros por m2), o Centro (6,5 euros por m2) e o Alentejo (7,3 euros por m2) como as regiões mais baratas.

No que concerne aos distritos analisados, as descidas tiveram lugar na Ilha de São Miguel (-9,1%), Viseu (-8,4%), Lisboa (-4,2%) e Aveiro (-3,3%). Do outro lado da lista, os valores subiram em Castelo Branco (21,4%), Vila Real (16,3%) e Viana do Castelo (13,5%). Seguem-se Leiria (11,2%), Évora (6,4%), Ilha da Madeira (5,8%), Faro (5,8%), Santarém (5,5%) e Setúbal (4,8%), lê-se no documento.

Realça ainda o idealista que o ranking dos distritos mais caros para arrendar casa é liderado por Lisboa (12,7 euros por m2), seguida por Faro (9,8 euros por m2), Porto (9,8 euros por m2), Setúbal (8,8 euros por m2), Ilha da Madeira (8,3 euros por m2), Beja (8,2 euros por m2), Évora (8 euros por m2) e Coimbra (6,9 euros por m2).

Arrendar casa em Aveiro custa 6,9 euros por m2, em Braga 6,3 euros por m2 e Leiria 6,2 euros por m2. Já os preços mais económicos encontram-se em Vila Real (4,7 euros por m2), Viseu (4,8 euros por m2), Santarém (5 euros por m2) e Castelo Branco (5,9 euros por m2).

O preço de arrendamento desceu em quatro capitais de distrito, com Ponta Delgada (-10%) a liderar a lista. Seguem-se Évora (-7,9%), Lisboa (-3,5%) e Aveiro (-2,4%). Por outro lado, os preços aumentaram em Faro (18,5%), Viana do Castelo (15,6%), Leiria (10,4%), Funchal (7,3%) e Setúbal (4,6%). Seguem-se o Porto (2,7%), Coimbra (2,6%) e Braga (2,5%), divulgam os mesmos dados enviados às redações. 

Faz ainda sobressair a plataforma que Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro arrendar casa, com 13,3 euros por m2. Porto (10,6 euros por m2) e Faro (9,6 euros por m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Já as cidades mais económicas são Viseu (5 euros por m2), Viana do Castelo (5,9 euros por m2) e Leiria (5,9 euros por m2).

Leia Também: Preço das casas em Lisboa recupera, mas cresce abaixo do nível nacional

Campo obrigatório