Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2021
Tempo
11º
MIN 10º MÁX 15º

Edição

Finanças Crédito à habitação Crédito habitação jovem: Saiba quand...

Crédito habitação jovem: Saiba quando são necessários fiadores

Se vai comprar casa com recurso a um crédito habitação jovem, saiba que a instituição bancária vê o fiador como uma garantia. Por isso, saiba que condições tem de reunir para que não seja necessário adquirir um.

Crédito habitação jovem: Saiba quando são necessários fiadores

No momento de comprar casa, a verdade é que a maioria das famílias recorre a um empréstimo. E os jovens não fogem à regra. O crédito habitação jovem trata-se de um empréstimo que oferece condições especiais para pessoas entre os 18 e os 35 anos que queiram comprar casa.

Por isso, se está a ponderar pedir um crédito habitação jovem saiba que, na maioria dos casos, é necessário ter uma entrada inicial que pode ser de 10% ou 20% do valor total do empréstimo. Isto porque os bancos emprestam, no máximo, até 90% do valor do imóvel, exigindo assim que o cliente assuma o restante valor. Mais ainda, a instituição bancária vê o fiador como uma garantia. Por isso, saiba que condições tem de reunir para que não seja necessário adquirir um.

De acordo com o idealista, um fiador é alguém que se compromete a assumir a responsabilidade de pagamento da dívida de outra pessoa e é chamado mediante incumprimento do contrato de crédito. Mas quando é que são necessários?

O fiador é pedido sempre que a entidade bancária identifique algum risco de incumprimento do crédito por parte do cliente e quando existe uma taxa de esforço elevada. Os bancos também pedem um fiador caso tenha um histórico de crédito irregular ou uma situação financeira pouco estável.

Mas, se se verificar uma situação estável e cumpridora, é possível conseguir um crédito habitação jovem sem ser necessário recorrer a fiadores, escreve o marketplace imobiliário de Portugal. 

De realçar que existem muitas opções de crédito habitação jovem com diferentes condições e vantagens. Por isso, para escolher o mais adequado à sua situação poderá recorrer a um simulador para o ajudar a perceber quanto poderá pedir e quanto irá pagar, sugere a plataforma.

Leia Também: Fim das moratórias: Posso recorrer à transferência do crédito habitação?

Campo obrigatório