Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2021
Tempo
21º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Lar Decoração Quais são as tendências de decoração...

Quais são as tendências de decoração de 2021 que vieram para ficar?

Cores vivas, espaços de relaxamento e peças de arte são três das tendências de decoração das casas deste ano que irão se manter por mais algum tempo, segundo revelam os designers de interiores.

Quais são as tendências de decoração de 2021 que vieram para ficar?

Seja na cozinha ou na sala de estar e no quarto, todos os anos surgem novas tendências de decoração. Contudo, note-se, nem sempre são novas modas pois estas tendem a ser cíclicas, isto é, vão e vêm. E este ano não foi diferente. De acordo com o Apartment Therapy, há sete tendências de decoração da casa que os designers de interiores consideram como as "maiores e melhores" de 2021 e que vieram para ficar. A verdade é que por muito que os designers tenham de se manter atualizados com os últimos estilos de decoração, muitas vezes não querem dizer 'adeus' a algumas tendências, sustenta a plataforma.

Assim, se está a pensar em remodelar o seu quarto ou modificar alguns pormenores do espaço para que este ganhe uma nova vida, atente estas tendências decorativas de 2021 que irão se manter por mais algum tempo.

Cores vivas

A primeira tendência de decoração de 2021 que os designers de interiores destacam como "maior e melhor" e que veio para ficar são as cores mais vivas.

Segundo eles, os neutros terão sempre um lugar no design, mas ao longo deste ano, a cor mais viva irá regressar a todas as casas. "A pandemia desempenhou um papel enorme no ressurgimento da cor", afirma o designer Travis London, do Studio London.

"As pessoas ficaram presas em casa e perceberam que os seus espaços não tinham cor." Assim, "estamos agora a ver a mudança para pessoas que querem cor em casa mais do que nunca." E Amanda Walker, da Dwell Aware, concorda.

"Embora os neutros tenham tido um momento bonito, cores mais profundas e escuras vão aparecer em grande", sustenta. "Os tons vermelhos estão a voltar a circular, trazendo consigo energia e beleza."

Espaços de relaxamento

De acordo com a plataforma, a necessidade de escapar da sua vida quotidiana, sem deixar a segurança das suas quatro paredes, tornou-se prioridade durante a pandemia e, por isso, numa das tendências deste ano que não vai a lado nenhum. "Se aprendemos alguma coisa foi que temos de encontrar espaços e formas de recuar e relaxar em casa", revela Walker. Assim, "criar locais designados para isso é importante para a nossa saúde mental."

Muitas curvas

De acordo com os profissionais de design, as características arquitetónicas também estão a entrar em ação. Desde sofás curvos a armários arredondados, estas novas formas são cada vez mais vistas em todas as casas e continuarão a fazer parte da decoração, nos próximos anos. "As formas arredondadas estão a ter um momento, e uma das maneiras que vejo que ganhar vida é um ressurgimento do arco clássico", afirma Walker.

Arte como investimento

Um tema recorrente ao longo dos últimos anos tem sindo encher a casa com coisas que interessam e que fazem o morador mais feliz, e esta diretiva entrou no mundo da arte, revela o Apartment Therapy. "Embora a arte não seja necessariamente uma tendência, a recente vontade dos clientes de gastar tempo e dinheiro a encomendar peças especiais é uma (tendência) que está aqui para ficar", revela Torres.

A casa saudável

"Como resultado da pandemia, queremos tudo antimicrobiano", começa por revelar a designer Jeanne Chung, proprietária da Cozy Stylish Chic. "Felizmente, a tecnologia tem estado do nosso lado, e muitos dos produtos e materiais disponíveis só ficaram melhores", sustenta.

O impacto desta atitude também pode ser visto no aparecimento de aparelhos sem toque e desinfetantes de mãos, escreve a plataforma. "Embora as funcionalidades de controlo de voz e tocante tenham estado por aqui há algum tempo, ganharam popularidade nos últimos 18 meses como resultado da pandemia", reforça Chung.

Leia Também: Decoração. Saiba como vestir a sua casa a rigor para o outono

Campo obrigatório