Meteorologia

  • 27 OUTUBRO 2021
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 25º

Edição

Imobiliário Habitação Autoclismo português da OLI vence o ...

Autoclismo português da OLI vence o iF Design Award 2021

A empresa portuguesa dedicada ao desenvolvimento de produtos de casa de banho conquistou o iF Design Award 2021, com o autoclismo 'Less is More', desenhado pelo arquiteto italiano Alessio Pinto.

Autoclismo português da OLI vence o iF Design Award 2021

O autoclismo 'Less is More' da OLI conquistou o iF Design Award 2021. Desenhado pelo arquiteto italiano Alessio Pinto e fabricado em inox, trata-se de um novo conceito onde "os tradicionais botões de acionamento da descarga de água do autoclismo dão lugar a dois cordões", explica a empresa em comunicado a que o idealista teve acesso. Este processo "assume (assim) a função de sinais analógicos para induzir uma ação clara e imediata", reforça o arquiteto.

Para António Ricardo Oliveira, administrador da OLI, "a casa de banho está a adquirir uma nova funcionalidade e uma nova estética", seja "em casa, no hotel, no restaurante, no hospital ou na sala de espetáculos." Sendo por isso, que a OLI (está) na linha da frente das marcas que estão a desenhar essa mudança”, sustenta o responsável.

Segundo o marketplace imobiliário de Portugal, a OLI apresenta-se como a maior produtora de autoclismos da Europa do Sul e exporta 80% da produção para 80 países dos cinco continentes, tendo registado um volume de negócios de 60 milhões de euros, no ano passado. Em Portugal, a empresa integra 419 colaboradores e tem 38 patentes ativas. E agora, depois de ter vencido o RED Dot Award 2021 em abril, acarreta o seu segundo prémio este ano.

"Conquistar o iF Design, que é o prémio máximo do design mundial, é a validação do investimento e do trabalho que a OLI tem desenvolvido com o objetivo de tornar a casa de banho num lugar de equilíbrio, conforto e bem-estar", acrescenta António Ricardo Oliveira.

De realçar que o iF Design nasceu em 1993 e é organizado pelo iF International Forum Design GmbH, com sede em Hannover. Nesta edição o júri avaliou 3.693 projetos provenientes de 52 países, mediante cinco critérios: ideia, forma, função, diferenciação e impacto.

Leia Também: Portugueses entre os finalistas do prémio de arquitetura Golden Trezzini

Campo obrigatório