Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

Mercado Agentes O que é que a gestão imobiliária e o...

O que é que a gestão imobiliária e o 'poker' têm em comum?

A principal semelhança entre os consultores imobiliário e os jogadores de 'poker' é o papel central do ato da negociação. Isto porque comprar casa e participar neste jogo trazem ao de cima o mesmo tipo de sensações. Mas que lições podem os profissionais do setor imobiliário retirar do 'poker' e de que maneira é que podem ser aplicadas? Ora veja.

O que é que a gestão imobiliária e o 'poker' têm em comum?

Segundo um artigo escrito pela corretora norte-americana Brandi Whitaker, a que a Magazine Imobiliário teve acesso, a gestão imobiliária e o 'poker' lidam com um número finito de recursos, sendo a principal semelhança entre os dois, o papel central do ato da negociação. Isto porque comprar casa e participar neste jogo trazem ao de cima o mesmo tipo de sensações, tais como a ambição de ganhar, a coragem de arriscar e o receio de fazer uma má escolha. Mas que lições podem os profissionais do setor imobiliário retirar do 'poker' e de que maneira é que podem ser aplicadas?

Jogar mais do que a própria mão

De acordo com a corretora norte-americana, em ambos os cenários, cabe-nos tirar o melhor partido possível da mão que nos foi dada. Contudo, é preciso estudar os adversários. Assim, o conhecimento é vital para fazer boas decisões.

Tal como no 'poker', um negócio imobiliário deve ser construído sobre uma base humana. Se por um lado é possível tirar ilações em ambos os cenários, a chave passa por compreender aquilo que se passa na mente dos envolvidos. Ou seja, deverá compreender as ambições, receios e as motivações de todas as pessoas, tanto para ganhar um jogo de 'poker' como para fazer um bom negócio imobiliário.

'Bluff' na dose certa

A verdade é que o 'bluff' é tão central no 'poker' como em qualquer outro ato de negociação. E a gestão imobiliária não é exceção. Ainda assim, é importante ter a noção de como saber fazer, pois um bluff mal medido pode ter o efeito contrário e afastar potenciais compradores de casa, por exemplo.

Sentido de oportunidade

O sucesso no 'poker' e nos negócios depende sempre de um bom sentido de oportunidade, escreve a Magazine Imobiliário, citando, desta vez, o empreendedor norte-americano Ryan Shank. Isto quer dizer que a chave passa por saber quando avançar e quando desistir.

Se existe uma grande lição de negócios que se pode tirar do 'poker', é a de que desistir e perder não são necessariamente a mesma coisa. Já na gestão imobiliária, a tendência para medir o sucesso é prevalente.

Ser humilde perante o sucesso

Geralmente, na mesa de poker, os jogadores não festejam porque não querem revelar a sua "verdadeira cara" e permitir que os oponentes os consigam 'ler'. Isto porque ser humilde é uma forma de não permitir que os nossos competidores consigam 'ler' as nossas ambições e expectativas, explica Ryan Shank.

Leia Também: Exposição da zona euro a possivel falência da Evergrande será limitada

Campo obrigatório