Meteorologia

  • 18 OUTUBRO 2021
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 28º

Edição

Mercado Agentes Imovendo abre novo escritório no Por...

Imovendo abre novo escritório no Porto para duplicar a sua faturação

A consultora imobiliária espera duplicar a faturação em 2022 com a abertura de um novo escritório na cidade Invicta, expandindo assim o seu negócio para toda a região Norte. Este ano já superou os 20 milhões de euros em transações, o que corresponde a um crescimento superior a 100% comparativamente a 2020.

Imovendo abre novo escritório no Porto para duplicar a sua faturação

A imobiliária Imovendo vai abrir novo escritório na cidade do Porto. De acordo com o comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, esta nova aposta serve para acompanhar o crescimento do mercado na região Norte. O objetivo é descentralizar a presença no país para aumentar a capacidade de resposta e duplicar a faturação, lê-se no documento.

Segundo a mesma nota, a consultora imobiliária, que inovou com um negócio totalmente digital, espera duplicar a faturação em 2022 com este investimento. Este ano já superou os 20 milhões de euros em transações, o que corresponde a um crescimento superior a 100% comparativamente a 2020.

“O nosso modelo de negócio foca-se na experiência digital, mas decidimos que esta expansão precisa de um apoio físico a norte, para garantir rapidez e eficiência de processos” revela Nélio Leão, CEO da Imovendo.

Em comunicado, o aumento da procura de imóveis, o plano de crescimento da empresa e a necessidade de responder às solicitações do mercado, foram os fatores que levaram a Imovendo a expandir para toda a região Norte. Segundo dados da Imovendo, os apartamentos vendidos na área metropolitana do Porto representam mais de 30% das suas vendas no último ano.

“A mudança de paradigma da construção e vendas imobiliárias, a procura de novos negócios, e investimentos fora da caixa em turismo e em novas formas de coabitação, tornam este momento económico, um momento único de investimento no ramo imobiliário” concluiu o responsável.

De realçar que a cidade Invicta tem um valor mediano por m2 na ordem dos 2.233 euros, superado apenas por Lisboa com 3.296 euros. Em agosto, o valor referência do m2 registou uma taxa de variação de 8,3% face a julho, com o número de avaliações bancárias a ascender a cerca de 30 mil, representando um aumento de 53,6% face a 2020, segundo os dados do INE.

Leia Também: Jovens não conseguem comprar casa em Guimarães. "São realmente caras"

Campo obrigatório