Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Edição

Imobiliário Escritórios Nova sede da BI4ALL tem 7.000 m2, gi...

Nova sede da BI4ALL tem 7.000 m2, ginásio e quartos para os colaboradores

As novas instalações da tecnológica portuguesa, em Lisboa, tem 7 mil metros quadrados, capacidade para mais de 500 postos de trabalhos, salas de conferências, ginásio e, até, quartos para clientes e colaboradores que residem fora da grande Lisboa. O investimento rondou os 8 milhões de euros.

Nova sede da BI4ALL -

O investimento rondou os 8 milhões de euros.

A BI4ALL, empresa líder em serviços de Data Analytics e Inteligência Artificial, acaba de inaugurar as suas novas instalações em Lisboa. De acordo com o comunicado enviado às redações, a que o jornal Construir teve acesso, a nova sede visa responder a um novo paradigma laboral e às necessidades dos colaboradores, proporcionando uma experiência de trabalho única, bem como uma melhor experiência para os clientes.

“A Cidade BI4ALL nasce da idealização de um conceito de espaço que se pretendia disruptivo, inovador, criativo, internacional e cosmopolita, que respondesse às necessidades dos colaboradores", começa por revelar José Oliveira, CEO da BI4ALL.

Trata-se de um armazém localizado na Avenida Marechal Gomes da Costa que foi palco de uma transformação adaptada ao pensamento criativo dos seus colaboradores, lê-se no documento. Com uma dimensão de 7.000 m2 e capacidade para mais de 500 postos de trabalho, a nova sede está preparada para a continuidade do crescimento sustentado da empresa para os próximos anos, informa o Construir.

"É um espaço que foi projetado, também, a pensar nas expetativas dos clientes atuais e futuros, e com o objetivo claro de oferecer um conjunto de benefícios associados ao bem-estar dos nossos colaboradores, que trabalham diariamente para entregar valor acrescentado e serviço de excelência aos nossos clientes”, sustentou o responsável.

Segundo o jornal, o projeto de arquitetura e decoração do edifício esteve a cargo de Pedra Líquida Arquitetura e Engenharia, que manteve o conceito industrial na renovação do edifício. O espaço é composto por dois edifícios, que incluem salas de trabalho e open spaces, salas multifuncionais, uma sala de conferências com capacidade para 200 pessoas, salas de reunião, salas inovadoras para reuniões mais pequenas e salas de formação.

A nova sede conta ainda com copa e zona de restauração, quartos para clientes e colaboradores que residem fora da grande Lisboa, campo de padel, ginásio, salas para aulas de cycle e yoga, terraço e várias zonas de lazer e bem-estar. Também a pensar na questão da mobilidade, existem motas elétricas ao dispor dos colaboradores, saliente-se.

De acordo com o idealista, o novo espaço, que custou oito milhões de euros, pretende ser o local “onde será criado o futuro da tecnologia de analítica, num ecossistema único de parceiros tecnológicos, clientes e colaboradores altamente qualificados”.

Leia Também: Grupo Ageas Portugal compra dois edifícios de escritórios em Lisboa

Campo obrigatório