Meteorologia

  • 28 SETEMBRO 2021
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 23º

Edição

Imobiliário Escritórios World Trade Center receberá os seus ...

World Trade Center receberá os seus primeiros inquilinos no próximo ano

Com um investimento de cerca de 120 milhões de euros, um dos edifícios deste novo centro de negócios em Carnaxide já tem 60% do espaço arrendado. O valor das rendas ronda os 15 a 16 euros por metro quadrado.

World Trade Center receberá os seus primeiros inquilinos no próximo ano
Notícias ao Minuto

16:26 - 29/07/21 por Notícias ao Minuto 

Casa World Trade Center

O centro de escritórios World Trade Center Lisboa, em Carnaxide, foi oficialmente apresentado esta quinta-feira, com uma visita à obra. De acordo com a Vida Imobiliária, que este presente na apresentação do espaço, o projeto empresarial deverá receber os seus primeiros inquilinos no primeiro trimestre de 2022 e as obras seguem a bom ritmo.

Segundo a plataforma especialista no setor imobiliário, o centro de escritórios World Trade Center Lisboa será composto por 25.000 metros quadrados de escritórios. "Os escritórios permitem áreas de 2.000 metros quadrados por piso, e privilegiamos inquilinos que ocupem um piso inteiro", refere Vasco Fonseca, COO da Foz Vintage. Um dos edifícios, o Lote 2, já tem inquilinos para 60% do espaço, mas os nomes ainda não são conhecidos, faz notar a Vida Imobiliária.

Por referência ao valor das rendas, o preço ronda os 15 a 16 euros por metro quadrado. Já a comercialização dos escritórios está a cargo da C&W e da Worx e a CBRE será responsável pela gestão, de acordo com a plataforma.

O projeto contará ainda com o Lote 1 que só ficará concluído em 2024. Com 4.000 metros quadrados de comércio e serviços, irá incluir lojas, restauração ou ginásio, além de um espaço de retalho de 1.700 metros quadrados e um hotel de 127 quartos (4 ou 5 estrelas).

Este empreendimento de 120 milhões de euros, a cargo da Foz Vintage, é "fundamental para o desenvolvimento do Oeiras Valley, onde queremos criar um ambiente para o acolhimento de empresas. É um exemplo de que, apesar da pandemia, o país não parou", segundo revelou o Presidente da Câmara Municipal de Oeiras, Isaltino Morais, durante a visita.

Para Isaltino, este tipo de empreendimento faz falta na Área Metropolitana de Lisboa, e considera que ainda "faltam modelos que olhem para a região como um todo, há uma grande interdependência entre os municípios."

Em declarações à Vida Imobiliária, a Foz Vintage ambiciona ser "um espaço flexível que vai agregar três grandes benefícios: plataforma de negócios sustentada em modelos que favorecem o sucesso empresarial, um workplace orientado para o futuro, para a tecnologia e para a produtividade e um ambiente que favorece um lifestyle focado na sustentabilidade e no bem-estar".

Acrescentou ainda que "foi, por estas razões, pensado desde o início, para na sua conclusão, obter as certificações Leed Gold e Well Gold, confirmando que o ambiente e as pessoas estão em primeiro lugar."

Leia Também: JLL vende o Porto Palácio Hotel e edifícios de escritórios por 63 milhões

Campo obrigatório