Meteorologia

  • 18 SETEMBRO 2021
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 24º

Edição

Lar Conselhos Eis os erros mais comuns ao guardar ...

Eis os erros mais comuns ao guardar alimentos no frigorífico. Evite-os

Parece uma tarefa bastante simples, mas a verdade é que muitas vezes não conhecemos a 100% o funcionamento de todos os eletrodomésticos e, por isso mesmo, cometemos erros sem sequer darmos conta. Tome nota.

Eis os erros mais comuns ao guardar alimentos no frigorífico. Evite-os

Aprender quais são os erros mais comuns ao guardar alimentos no frigorífico é essencial para o nosso bem-estar. Afinal, são precisamente estes erros que podem colocar em causa a correta preservação dos alimentos e, consequentemente, a nossa saúde, faz notar o Ekonomista.

Segundo a plataforma, a verdade é que muitas vezes não conhecemos a 100% o funcionamento de todos os eletrodomésticos e, por isso mesmo, cometemos erros sem sequer darmos conta.

E no caso do frigorífico, uma simples má organização dos alimentos poderá fazer com que uns apodreçam mais cedo, fiquem com um sabor alterado ou ainda em alguns casos, chegarem a um ponto em que causam mesmo intoxicações alimentares, escreve o Ekonomista.

Para que nada disto aconteça em sua casa, saiba tudo sobre como guardar alimentos no frigorífico de forma adequada.

Não estar atento à temperatura do frigorífico

Um dos erros mais comuns ao guardar alimentos no frigorífico é a não regulação da temperatura. Atualmente já existem frigoríficos cuja regulação da temperatura é feita automaticamente, consoante a temperatura ambiente.

Contudo, na maioria dos frigoríficos comuns é necessário sermos nós a fazer este trabalho. Para isso, é extremamente importante que o termostato se mantenha entre os 0ºC e os 4ºC.

Colocar produtos que não necessitam de estar no frigorífico

Alimentos como o alho, a cebola, as batatas, os tomates ou os citrinos não deverão ser armazenados no seu frigorífico, pois poderão afetar o seu sabor e até mesmo a textura.

Por exemplo, opte por colocar as bananas, os pêssegos e abacates dentro do frigorífico apenas se estiverem a amadurecer rapidamente. Desta forma, conseguirá impedir um amadurecimento precoce e prolongá-los por mais uns dias, revela o Ekonomista.

Colocar refeições pré-cozinhadas nas prateleiras inferiores

Sabia que as temperaturas são mais consistentes na parte superior? É precisamente por esse mesmo motivo que deverá guardar as refeições pré-cozinhadas na parte superior, salienta  a plataforma.

Além das refeições pré-cozinhadas, o Ekonomista aconselha ainda a guardar nesta zona as ervas aromáticas, bebidas e outros restos de comida que não precisem de ser tão cozinhados.

Guardar o pão no frigorífico

Apesar de não parecer um erro comum, muitas pessoas optam por guardar o pão no frigorífico para que não apodreça com facilidade.

Contudo, o frigorífico retira toda a humidade do pão, tornando-os menos apetitosos. O ideal é guardar o pão no congelador e retirar umas horas antes de o ingerir.

Guardar as ervas aromáticas dentro de um saco numa gaveta

Quantas vezes guardamos as ervas dentro de um saco e colocamos rapidamente numa das gavetas do frigorífico? Pergunta o Ekonomista. Apesar de parecer que temos tudo muito bem encaixado e organizado, esta não deve ser uma opção, responde.

De facto, guardar as ervas aromáticas num saco só vai fazer com que apodreçam mais cedo e quando der por ela, verá que estarão podres. 

Deixar que os vegetais se estraguem e se tornem pegajosos

Tal como as ervas, os vegetais também apodrecem e ficam pegajosos. Um bom truque é colocar uma folha de papel de cozinha dentro do saco ou gaveta onde estiverem armazenados para que absorva toda a humidade, refere o Ekonomista.

Sempre que a folha de papel estiver húmida, retire-a e substitua por outra.

Guardar alimentos enlatados nas próprias latas

Apesar de sabermos que é muito mais rápido utilizar uma lata de salsichas e colocar o resto no frigorífico de forma imediata, este é definitivamente um erro que não devemos cometer.

Note que sempre que armazena alimentos como o grão-de-bico, feijão-frade, atum, salsichas ou polpa de tomate, na lata aberta no frigorífico, irão ganhar um sabor pouco desagradável. Opte por transferir os restos para um frasco de vidro, sugere a plataforma.

Encher demasiado o frigorífico

Lembre-se que o frigorífico precisa que o ar flua para conseguir refrigerar. Por isso, não o encha em demasia e limpe-o pelo menos, duas vezes por mês, para afastar bactérias e odores indesejados.

Leia Também: Sabia que organizar a despensa poderá reduzir o desperdício alimentar?

Campo obrigatório