Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Imobiliário Habitação Casas do Forte: Projeto residencial ...

Casas do Forte: Projeto residencial em Tavira terá 80 habitações T2 e T3

Na vila piscatória de Cabanas de Tavira, vai nascer um novo empreendimento habitacional. Com 11,500 m2, o projeto vai acolher 65 habitações de tipologia T2 e 15 casas de tipologia T3. A RE/MAX MAX GROUP está encarregue da sua comercialização e os preços variam consoante a tipologia do imóvel, começando nos 240.000 euros.

Casas do Forte em Tavira -

Com 11,500 m2, o projeto vai acolher 65 habitações de tipologia T2 e 15 casas de tipologia T3.

Casas do Forte é o novo empreendimento imobiliário que reforça a oferta do MAXGROUP, grupo imobiliário da rede RE/MAX em Portugal, e que traz modernidade à vila piscatória de Cabanas de Tavira. De acordo com o comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, este novo projeto residencial com 11,500 m2, vai acolher 80 habitações no total, onde 65 serão de tipologia T2 e 15 de tipologia T3.

A RE/MAX MAX GROUP está encarregue da sua comercialização e os preços variam consoante a tipologia do imóvel, começando nos 240.000 euros, lê-se no documento

Segundo a mesma nota, os apartamentos situados junto à Ria Formosa distribuem-se em dois núcleos, tendo sido desenhados para se relacionarem naturalmente com o espaço exterior. Todas as habitações dispõem de varandas e terraços e algumas ainda estão capacitadas com piscina ou jardins privativos.

Os apartamentos possuem três pisos e estacionamento privativo no piso -1. Contam ainda com cozinha equipada, porta de segurança com fecho de segurança, caixilharia de alumínio com vidro duplo e corte térmico, ar condicionado, vídeo porteiro e isolamento acústico entre pisos e frações.

Já no jardim comum, a piscina desnivelada permite criar uma barreira natural de proteção e conta com um pequeno ginásio, uma zona de receção, elevador em todos os edifícios e todas as habituais comodidades. Assim, o empreendimento Casas do Forte nasce do reencontro da arquitetura contemporânea com a arquitetura popular, enquadrando a herança das raízes mediterrânicas, revela a mesma nota. 

Faz ainda notar o mesmo comunicado que a construção das Casas do Forte está assegurada pelos promotores Alves Ribeiro, Mundicenter e Imogávea e a sua arquitetura por RRJ Arquitetos. 

Leia Também: Edifício com vista para o rio Tâmega roda os pisos de acordo com a luz

Campo obrigatório