Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2021
Tempo
MIN 9º MÁX 17º

Edição

Imobiliário Habitação Cerca de 7 em cada 10 portugueses pe...

Cerca de 7 em cada 10 portugueses pedem crédito habitação 'chave na mão'

São 72% os que optam por crédito à habitação com o fim de adquirir casas já construídas, optando pela solução “chave na mão” no que toca ao crédito imobiliário. Por outro lado, cerca de duas em cada 10 famílias preferem pedir o crédito com o intuito de construírem uma habitação de raiz.

Cerca de 7 em cada 10 portugueses pedem crédito habitação 'chave na mão'

O crédito à habitação habitação 'chave na mão' é o mais procurado. De acordo com os dados do ComparaJá.pt, enviados ao Notícias ao Minuto, cerca de 7 em cada 10 portugueses pedem crédito habitação com o fim de adquirir casas já construídas, optando pela solução “chave na mão” no que toca ao crédito imobiliário. Segundo o portal, São 72% os que optam por esta modalidade, conforme os dados consumidores que recorreram ao ComparaJá.pt no primeiro semestre de 2021. 

Por outro lado, cerca de duas em cada 10 famílias (19% mais concretamente) preferem pedir o crédito com o intuito de construírem uma habitação de raiz, lê-se no documento.

Já o resto dos casos (9%) são compostos por consumidores que já têm um crédito a decorrer e, para pouparem em juros aproveitando a descida dos spreads, optam por transferir o empréstimo para outra instituição, segundo o ComparaJá.pt.

Quase metade dos consumidores querem o máximo de financiamento

De acordo com o portal de comparação, no que respeita ao rácio garantia/financiamento dos pedidos de financiamento é possível perceber que o número de famílias que pretende um loan-to-value (LTV) de 90% é semelhante ao número de famílias que pretende um LTV na ordem dos 80%

Ainda assim, os valores de LTV mais desejados pelos portugueses situam-se entre os 70% e os 79%, fixando a percentagem nos 27%.

Média dos contratos fixa-se nos 33 anos

Já no que diz respeito aos prazos dos pedidos de crédito habitação, a maioria das famílias está a solicitar empréstimos a mais de 30 anos, sendo que 55% dos portugueses ultrapassam os 36 anos. Aqui seguem as indicações do Banco de Portugal que, nas suas medidas prudenciais, estabelecem um limite de 40 anos no crédito habitação, prazo esse que pretendem baixar para 30 anos nos próximos anos. 

Faz ainda notar o ComparaJá.pt que a maturidade média dos empréstimos solicitados pelos utilizadores do portal de comparação está nos 33 anos, abaixo dos 40 anos recomendados pelo regulador, mas ainda acima do valor que este quer ver para os novos créditos a partir de 2022. 

Leia Também: Crédito da casa: Juros em mínimos históricos. "Prepare-se para a subida"

Campo obrigatório