Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2021
Tempo
22º
MIN 17º MÁX 23º

Edição

Imobiliário Habitação Montijo com mais 10 casas sociais em...

Montijo com mais 10 casas sociais em regime de arrendamento apoiado

A autarquia aprovou as listas para a atribuição de 10 fogos localizados no Bairro do Almansor, em Canha, e nos Bairros da Caneira, Esteval Novo e Lançada, e pretende entregá-las até ao final do ano.

Montijo com mais 10 casas sociais em regime de arrendamento apoiado

Na reunião de câmara realizada esta quarta-feira, dia 21 de julho, foram aprovadas as listas provisórias para atribuição de 10 fogos sociais em regime de arrendamento apoiado, localizados no Bairro do Almansor, em Canha, e nos Bairros da Caneira, Esteval Novo e Lançada, no Montijo. De acordo com o comunicado enviado ao Notícias ao Minuto, pretende-se que estas casas sejam entregues até ao final do mandato, ou seja, este ano. 

Na reunião de câmara, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, recordou que o número de realojamentos sociais tem vindo a aumentar, sendo que no mandato 2009-2013 a autarquia realizou 39 realojamentos, no mandato 2013-2017 foram realizados 58 realojamentos e já neste mandato e realizaram-se 52 realojamentos. Até ao final do mandato prevê-se a entrega destas habitações, perfazendo um total de 62 realojamentos.

Segundo a mesma nota, para além da resolução de carências habitacionais, o município tem desenvolvido um trabalho social de inclusão e de capacitação das pessoas mais vulneráveis em todos os bairros de habitação social.

Recorde-se que no dia 6 de julho de 2021 foi publicado um contrato de intervenções diversas em habitações sociais do município no valor de 116.849,25 euros, lê-se no documento.

Nos últimos 5 anos a autarquia e a assembleia municipal aprovaram uma Área de Reabilitação Urbana (ARU) e uma Operação de Reabilitação Urbana (ORU) com diversos benefícios fiscais nas taxas municipais, o que tem permitido reabilitar e colocar várias centenas de fogos de habitação social no mercado.

No mês transato foi aprovada a Estratégia Local de Habitação, definida para 2021-2026, que que visa apoiar a promoção de soluções habitacionais para pessoas que vivem em condições habitacionais indignas e que não dispõem de capacidade financeira para suportar o custo do acesso a uma habitação adequada 

Faz ainda notar o mesmo comunicado que o plano apresentado foi realizado pelo Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU) em estreita articulação com serviços municipais e financiado pelo programa 1.º Direito - Programa de Apoio ao Acesso à Habitação.

Leia Também: "Principais medidas de apoio à habitação" abrangem mais do que o previsto

Campo obrigatório