Meteorologia

  • 24 SETEMBRO 2018
Tempo
26º
MIN 25º MÁX 29º

Edição

Rússia garante operacionalidade do primeiro satélite angolano

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, garantiu hoje, em Luanda, que o primeiro satélite angolano, AngoSat-1, lançado em dezembro e que enfrentou alguns problemas técnicos vai entrar serviço no próximo mês, como previsto.

Rússia garante operacionalidade do primeiro satélite angolano
Notícias ao Minuto

18:22 - 05/03/18 por Lusa

Tech AngoSat-1

O chefe da diplomacia russa falava em conferência de imprensa no final da sua visita a Angola, que serviu para reforçar a cooperação e preparara a visita do Presidente angolano à Rússia ainda este ano.

Segundo Serguei Lavrov, o satélite angolano, produzido e lançado pela Rússia mantém-se em órbita, devendo entrar em serviço em abril.

O governante russo desvalorizou as informações veiculadas pela imprensa, sobre um suposto desaparecimento do satélite angolano ou ainda a perda de comunicação com o mesmo, pelo fabricante russo.

O primeiro satélite angolano, um investimento do Estado angolano de 320 milhões de dólares (269,6 milhões de euros), construído por um consórcio estatal russo, foi lançado em órbita, em dezembro de 2016, no Cazaquistão, com recurso ao foguetão ucraniano Zenit-3SLB, envolvendo ainda a Roscosmos, empresa espacial estatal da Rússia.

Serguei Lavrov disse que foi hoje abordado com as autoridades angolanas a extensão da cooperação dos dois países para as tecnologias de ponta, em áreas como a utilização de energia atómica e do espaço cósmico, ambas para fins pacíficos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório