Meteorologia

  • 21 MAIO 2018
Tempo
16º
MIN 16º MÁX 16º

Edição

Polémica da Apple pode resultar em pena de prisão em França

Um grupo de ativistas acusa a Apple de ter montado um esquema para aumentar as suas vendas.

Polémica da Apple pode resultar em pena de prisão em França
Notícias ao Minuto

08:42 - 29/12/17 por Miguel Patinha Dias

Tech iPhone

Os executivos da Apple em França podem estar em ‘maus lençós’ uma vez que existe a possibilidade de virem a confrontar-se com sentenças de penas de prisão. Isto devido ao facto de a empresa ter interferido com o desempenho dos seus iPhone.

Como conta o The Local, o grupo de ativistas HOP moveu um processo-crime contra a Apple acusando-a de montar um esquema especialmente desenvolvido para impulsionar as vendas dos seus dispositivos móveis. A sentença pode ir de uma multa de 300 mil euros até dois anos de prisão.

“A Apple montou uma estratégia global de obsolescência programada para impulsionar as vendas de novos iPhone. Tudo está organizado para forçar os consumidores a renovar os seus smartphones… estas práticas são inaceitáveis e não podem deixar de ser castigadas. É nossa missão defender os consumidores e o ambiente contra este desperdício organizado pela Apple”, pode ler-se no comunicado do grupo.

Entretanto a Apple já emitiu um pedido de desculpas  e ofereceu descontos a todos aqueles que queiram substituir as baterias dos seus iPhone.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.