Meteorologia

  • 23 JULHO 2018
Tempo
18º
MIN 18º MÁX 18º

Edição

Google acusada por ex-colaboradoras de segregação salarial

Kelly Ellis, Holly Pease e Kelli Wisuri afirmam que a empresa estava alerta para a desigualdade de salário com os colegas de sexo masculino.

Google acusada por ex-colaboradoras de segregação salarial
Notícias ao Minuto

23:20 - 16/09/17 por Miguel Patinha Dias

Tech Processo

A Google está a ser acusada por três ex-colaboradoras – Kelly Ellis, Holly Pease e Kelli Wisuri – de segregação salarial, indicando que (ao contrário do que acontece com homens) as mulheres são colocadas em cargos que impedem a progressão de carreira.

Pior ainda, as três queixosas indicam que a Google enquanto empresa está consciente disto mesmo e que não se trata de uma prática pontual. “Os níveis dos cargos e as promoções são determinados através de uma contratação e comités de promoções rigorosos e devem passar vários níveis de considerações, incluindo verificações para garantir que não há decisões parciais de acordo com géneros sexuais”, apontou uma representante da Google de acordo com o Engadget.

Não exclusiva da Google, estas polémicas em tornos de desigualdades de género (e até raciais) são cada vez mais frequentes dentro das grandes tecnológicas, com vários movimentos a procurarem tornar as forças laborais o mais inclusivas e diversificadas possíveis.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.