Google quer evitar anúncios associados a conteúdos indesejáveis

A Google, que tem visto uma série de empresas retirar os seus anúncios por aparecerem ao lado de conteúdos indesejáveis ou controversos, revelou hoje estar a introduzir novas ferramentas para dar às firmas um maior controlo.

© Getty Images
Tech Ferramenta

"Sabemos que os anunciantes não querem os seus anúncios ao lado de conteúdos que não respeitam os seus valores. Por isso, a partir de hoje, vamos tomar uma posição mais dura relativamente a conteúdos agressivos, ofensivos ou insultuosos", explicou o diretor comercial da Google, Philipp Schindler, no 'site' do gigante da Internet.

PUB

A iniciativa da Google surgiu depois de vários anunciantes terem retirado os seus anúncios das plataforma, receosos que pudessem aparecer junto a vídeos de YouTube contendo mensagens extremistas ou discurso de ódio.

Conta o Recode que o The Guardian foi um dos anunciantes que retirou os seus anúncios depois de verificar que alguns apareciam associados a conteúdos impróprios como nacionalistas brancos norte-americanos. Apesar de tomar responsabilidade por este caso, a Google indicou que este é um assunto muito maior que diz respeito a toda a indústria da publicidade.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS

Acompanhe as transmissões ao vivo da Primeira Liga, Liga Europa e Liga dos Campeões!

Obrigado por ter ativado as notificações do Desporto ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias Ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser