Atores de videojogos ameaçam indústria com greve

Grandes editoras como a Activision, Electronic Arts, Take-Two e Warner Bros Games podem vir a ser afetadas.

© PixaBay
Tech Negociações

Os atores responsáveis por dar voz a alguns dos títulos mais conhecidos dos videojogos podem entrar em greve a partir do próximo dia 21 de outubro, isto depois de várias tentativas de negociação por parte do sindicato, SAG-AFTRA, durante o último ano.

PUB

A última tentativa de negociação decorrerá até ao dia de amanhã, com o sindicato a ter “o objetivo de criar um contrato justo que esteja enraizado nos standards e melhores práticas da indústria”. Entre os principais apoiantes destas negociações encontram-se nomes conhecidos como Roger Craig Smith (‘Batman’, ‘Assassin's Creed’), Jennifer Hale (‘Mass Effect’, ‘Guild Wars’) e ainda Wil Wheaton (‘Star Trek’).

Como conta o Gamespot, o sindicato não está confiante que seja concluído um acordo e conta entrar em greve. Caso aconteça, editoras como a Activision, Electronic Arts, Take-Two e Warner Bros Games. Entre as principais exigências estão a partilha de lucros com os atores, diminuição de sessões de gravação para evitar stress e ainda a notificação aos atores dos jogos para os quais estão a candidatar-se.

COMENTÁRIOS REGRAS DE CONDUTA DOS COMENTÁRIOS