Meteorologia

  • 21 JUNHO 2024
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 24º

Redes sociais chinesas começaram a castigar 'influencers' de luxo

Os alvos são criadores de conteúdos que recorrem à riqueza para atraírem seguidores e venderem produtos durante as transmissões em direto.

Redes sociais chinesas começaram a castigar 'influencers' de luxo

As maiores redes sociais chinesas - a  Weibo, Xiaohongshu e a Douyin - decidiram começar a ‘castigar’ páginas, contas, influenciadores e criadores de conteúdo que promovem “mau comportamento” através destas plataformas.

Conta o site Business Insider que estes ‘castigos’ foram sobretudo focados em páginas e publicações que recorram a luxo e “adoração a dinheiro” como mecanismo de ‘marketing’ para atrair seguidores e levá-los a comprar os respectivos produtos. A iniciativa foi anunciada na semana passada e resultou na remoção de milhares de publicações.

“Se os ricos se limitarem a partilhar as suas vidas reais, se a sua riqueza tiver origem em fontes legítimas e se apenas exibirem a sua riqueza para satisfazerem a sua vaidade pessoal, não há nada de errado com isso”, escreve Xu Qiuying na publicação Beijing News, notando que apenas são alvo destas medidas os “ricos que mostram riqueza para ficarem riscos”.

Leia Também: Óculos da Meta vão permitir partilhas diretas no Instagram

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório