Meteorologia

  • 20 ABRIL 2024
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 23º

Processo contra OpenAI por uso não autorizado de jornalismo

Três meios de comunicação digitais juntaram-se à luta contra o uso não autorizado dos seus artigos jornalísticos pela Inteligência Artificial, avançando esta quarta-feira com um processo nos EUA por violação de direitos de autor contra o proprietário do ChatGPT.

Processo contra OpenAI por uso não autorizado de jornalismo
Notícias ao Minuto

07:27 - 29/02/24 por Lusa

Tech OpenAI

The Intercept, Raw Story e AlterNet sublinham que milhares das suas histórias foram utilizadas pela OpenAI para treinar 'chatbots' a responder a perguntas feitas pelos utilizadores, aproveitando, desta forma, o seu material jornalístico sem autorização, pagamento ou crédito.

A OpenAI, responsável pelo ChatGPT, tecnologia baseada em inteligência artificial (IA), com sede em São Francisco, Estados Unidos, não respondeu imediatamente a um pedido de comentário, noticiou a agência Associated Press (AP).

Estas organizações consideram esta alegada prática uma ameaça financeira.

Alguns meios de comunicação, incluindo a AP, fecharam acordos de licenciamento para uso do seu material.

Após o fracasso de negociações semelhantes, o The New York Times abriu seu próprio processo em dezembro para interromper a prática ou receber uma indemnização.

Os três meios de comunicação que processaram a OpenAI não ofereceram exemplos específicos de histórias que alegam terem sido roubadas.

Mas realçaram que as recriações que o ChatGPT utilizou para treinar os seus 'bots' resultaram de exemplos de material dos três meios de comunicação.

"Ao fornecer respostas, o ChatGPT dá a impressão de ser uma fonte omnisciente e inteligente das informações fornecidas, quando, na realidade, as respostas são frequentemente baseadas em trabalhos jornalísticos protegidos por direitos de autor que o ChatGPT simplesmente imita", pode ler-se na acusação.

Embora o Times, como publicação impressa, possa pagar por um registo federal de direitos de autor para todo o seu material em massa, as publicações digitais não têm essa capacidade.

Mas os advogados dos três meios de comunicação que avançaram esta quarta-feira com um processo no Tribunal Distrital dos EUA no Distrito Sul de Nova Iorque afirmam que os seus artigos jornalísticos estão protegidos por direitos de autor, mesmo sem pagar a taxa.

Além do Times, vários autores, incluindo Sarah Silverman, também processaram a empresa por violação de direitos de autor.

O Intercept lista a Microsoft como réu porque a gigante da tecnologia investiu biliões de dólares para o desenvolvimento da IA pela OpenAI.

Raw Story e AlterNet não processaram a Microsoft porque têm uma parceria de notícias com a empresa, explicou um porta-voz.

A ação pede pelo menos 2.500 dólares (2.300 dólares, à taxa de câmbio atual) em indemnização por cada vez que uma das suas histórias for usada pelo ChatGPT.

"À medida que as redações de todo o país são dizimadas por imperativos financeiros de redução, a OpenAI colhe os benefícios do nosso conteúdo", realçou Annie Chabel, CEO do The Intercept.

"Esperamos que este processo envie uma mensagem forte aos desenvolvedores de IA que optaram por ignorar os nossos direitos de autor e aproveitar o trabalho árduo dos nossos jornalistas", acrescentou.

Leia Também: Empresas chinesas disputam pessoal com competências em IA

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório