Meteorologia

  • 01 MARçO 2024
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 15º

Google vai investir 9 milhões na formação de estudantes em cibersegurança

A Google anunciou hoje, dia em que é inaugurado o Centro de Engenharia de Segurança (GSEC) em Málaga, um compromisso de 10 milhões de dólares (9,13 milhões de euros) para formar estudantes em cibersegurança na Europa.

Google vai investir 9 milhões na formação de estudantes em cibersegurança
Notícias ao Minuto

14:55 - 29/11/23 por Lusa

Tech Google

O presidente dos assuntos globais da tecnológica, Kent Walker, afirmou que os ciberataques aumentaram a nível mundial cerca de 38% em 2022 e as novas tecnologias como a inteligência artificial (IA) trazem consigo "ameaças que são cada vez mais sofisticadas", pelo que é necessário "trabalhar juntos à escala internacional".

Apesar destas ameaças, a Europa enfrenta uma escassez de talento na área da segurança digital, que no passado se cifrou em 500.000 profissionais.

Por essa razão, durante a inauguração do GSEC Málaga - que se soma a dois centros com estas características da Google em Dublin (Irlanda) e Munique (Alemanha) -, Kent Walker anunciou que a tecnológica vai avançar com um programa através da Google.org para melhorar a formação europeia em cibersegurança.

Trata-se de um convite aberto às universidades europeias para que apresentem a sua candidatura para acolher um seminário sobre cibersegurança, no qual serão selecionados oito de outros tantos países (Espanha, polónia, Ucrânia, França, Alemanha, Grécia, Roménia e República Checa), que receberão um financiamento de até um milhão de dólares.

Além do apoio financeiro, tmabém beneficiarão da orientação educacional e de recursos proporcionados pela Iniciativa Europeia de Investigação sobre Ciberconflitos (ECCRI), que irá elaborar um plano de estudos e receberá outros dois milhões de dólares.

No total é esperado que participem mais de 1.600 estudantes, que devem pôr em prática os conhecimentos adquiriros durante o seminário ajudando um total de 3.200 organizações locais a proteger-se contra possíveis ataques.

Em toda a Europa, a Google já deu formação em competências digitais a 12 milhões de pessoas, mas pretende "crescer mais", de acordo com Walker, que estava acompanhado pelo diretor de segurança informática da Google Cloud, Phil Venables, entre outros.

"Deveríamos ter a liberdade de utilizar a tecnologia sem medo que a nossa informação acabe em mãos erradas", salientou Venables.

Já a vice-presidente do Parlamento Europeu e responsável pela cibersegurança, Dita Charanzová, que fez uma intervenção através de vídeo, e incentivou a colaboração público-privada para proteger a economia digitalizada, uma vez que "as ameaças só aumentam, é como brincar de gato e rato".

Leia Também: Utilizadores queixam-se de ficheiros desaparecidos no Google Drive

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório