Meteorologia

  • 28 MAIO 2024
Tempo
28º
MIN 14º MÁX 28º

EAU querem explorar cintura de asteroides do sistema solar

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) divulgaram hoje planos para enviar um veículo espacial para explorar a principal cintura de asteroides do sistema solar, o seu projeto mais recente depois de terem lançado uma nave para Marte em 2020.

EAU querem explorar cintura de asteroides do sistema solar
Notícias ao Minuto

22:57 - 29/05/23 por Lusa

Tech Astronomia

Designado Missão dos Emirados à Cintura de Asteroides, o projeto pretende desenvolver um veículo espacial nos próximos anos e lançá-lo em 2028 para estudar vários asteroides.

"Esta missão é um seguimento da missão a Marte, onde foi a primeira da região", realçou Mohsen Al Awadhi, diretor do programa Missão dos Emirados à Cintura de Asteroides. "Estamos a criar a mesma coisa com esta missão. É a primeira missão de sempre a explorar estes sete asteroides".

Os EAU tornaram-se o primeiro Estado árabe e o segundo de sempre a entrar com sucesso na órbita de Marte, quando a sua sonda 'Esperança' alcançou o designado planeta vermelho, em fevereiro de 2021.

Os objetivos incluem a obtenção da primeira descrição completa da atmosfera de Marte e ajudas para ter respostas a questões-chave sobre o clima e a composição do planeta.

Se for bem-sucedido, o projeto vai culminar na aterragem em um asteroide, vermelho, que os cientistas consideram que pode fornecer pistas sobre o início da vida na Terra.

Componentes orgânicos, como a água, que são constituintes cruciais da vida, foram encontrados em alguns asteroides, devido potencialmente a choques com outros corpos ricos organicamente ou da criação de c0mplexas moléculas orgânicas no espaço.

Investigar as origens destes componentes, juntamente com a possível presença de água em asteroides vermelhos, pode contribuir para esclarecer a origem da água na Terra e assim a génese da vida no planeta.

Este projeto é um marco significativo para a agência espacial dos EAU, criada em 2014. O percurso a percorrer agora pelo veículo espacial é dez vezes maior do que o percorrido pela missão a Marte.

Para atingir a cintura dos asteroides, o veículo deve cobrir uma distância total de cinco mil milhões de quilómetros.

Em outubro de 2034, o veículo deve dirigir-se para o sétimo e último asteroide, chamado Justitia, onde deve contactar com a sua superfície um ano depois. Justitia, que se admite ser um dos apenas dois asteroides vermelhos conhecidos, é creditado com uma superfície carregada de componentes orgânicos.

"É um dos dois objetos vermelhos na cintura dos asteroides e os cientistas não compreendem porque é vermelho", disse Hoor AlMaazmi, um investigador espacial na agência dos EAU.

O veículo vai colocar na superfície do asteroide um engenho para estudar a sua superfície. Pode lançar as bases para a extração de recursos dos asteroides que venha a apoiar missões humanas espaciais prolongadas no tempo - e talvez até o objetivo ambicioso dos EAU de construção de uma colónia em Marte em 2117.

Leia Também: Asteroides que colocam Terra em risco? Pode respirar de alívio…

Recomendados para si

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório