Meteorologia

  • 05 FEVEREIRO 2023
Tempo
15º
MIN 8º MÁX 18º

Microsoft quer levar 'Call of Duty' para as consolas da Nintendo

A empresa quer convencer as entidades reguladoras de que a aquisição da Activision Blizzard não impactará negativamente as empresas rivais.

Microsoft quer levar 'Call of Duty' para as consolas da Nintendo

Depois de anunciar o compromisso de manter ‘Call of Duty’ na PlayStation durante os próximos dez anos, a Microsoft adiantou ainda que tem intenções de levar a série para as consolas da Nintendo durante o mesmo período.

Estes compromissos da Microsoft estão relacionadas com o desejo de adquirir a editora responsável por ‘Call of Duty’ - a Activision Blizzard - e de convencer as entidades reguladoras de que a compra da empresa não representa um risco para as rivais no mercado dos videojogos.

A garantia deste compromisso foi dada pelo próprio líder da divisão Xbox, Phil Spencer, através da respetiva página de Twitter.

“A Microsoft entrou num compromisso de dez anos para levar ‘Call of Duty’ para a Nintendo depois da fusão entre a Microsoft e a Activision Blizzard King. A Microsoft está comprometida em ajudar a levar jogos para mais pessoas - independentemente de como escolhem jogar”, escreveu Spencer.

Além desta garantia, o executivo notou ainda que ‘Call of Duty’ continuará a levar os novos jogos da série para a Steam, com o lançamento a acontecer no mesmo dia em que estes títulos fiquem disponíveis nas plataformas da Xbox.

Leia Também: Microsoft fará cedências para comprar produtora de 'Call of Duty'

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório