Meteorologia

  • 30 NOVEMBRO 2022
Tempo
14º
MIN 8º MÁX 16º

Defesa de Musk diz que Twitter recusou nova oferta de 44 mil milhões

Os advogados de Elon Musk referiram esta quinta-feira que o Twitter está a recusar a proposta renovada de compra por 44 mil milhões de dólares e solicitaram a um tribunal de Delaware a suspensão do início do julgamento.

Defesa de Musk diz que Twitter recusou nova oferta de 44 mil milhões
Notícias ao Minuto

22:28 - 06/10/22 por Lusa

Tech Twitter

O CEO da Tesla apresentou a mesma oferta, já lançada anteriormente, para adquirir a rede social no início desta semana, para encerrar a prolongada disputa legal que começou quando Musk tentou desistir do acordo em abril, o que levou o Twitter a processar o empresário.

A rede social solicitou ao tribunal de Delaware que prossiga com o julgamento contra Musk, referindo que o bilionário se recusa a aceitar as "obrigações contratuais" do seu acordo de abril para comprar a empresa.

Os advogados do Twitter enviaram uma carta esta quinta-feira ao tribunal, pouco depois da equipe jurídica de Musk ter pedido que a juíza responsável pelo caso cancelasse o julgamento enquanto o bilionário trabalha numa nova oferta para comprar a empresa.

"O Twitter não aceitará um sim como resposta", pode ler-se no processo judicial assinado pelo advogado de Musk, Edward Micheletti.

"Surpreendentemente, eles insistiram em prosseguir com este litígio, imprudentemente colocando o negócio em risco e brincando com os interesses dos seus acionistas", destaca a defesa do bilionário.

Os advogados adiantaram ainda que os financiadores de Musk "indicaram que estão preparados para honrar os seus compromissos" e estão a trabalhar para fechar o acordo até 28 de outubro, cerca de uma semana depois do julgamento.

O Twitter contestou a alegação de Musk de que a rede social está a recusar a nova oferta, noticiou a agência Associated Press (AP).

A empresa está à procura de uma ordem judicial para forçar a conclusão da fusão e destacou que pretende fechar o acordo pelo preço acordado, mas descreveu a decisão de Musk de adiar o julgamento como "um convite para mais danos e atrasos".

Na terça-feira, o Twitter anunciou o seu acordo para que o empresário Elon Musk adquira a rede social pelo mesmo valor acordado anteriormente.

"A intenção da empresa é fechar a transação por 54,20 dólares por ação", referiu na altura o Twitter, em reação a uma proposta do CEO da Tesla, enviada horas antes à empresa e à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC).

Twitter e Musk tinham acordado anteriormente o negócio de compra da empresa, mas o bilionário voltaria atrás na transação, argumentando que tinha encontrado uma violação material de várias disposições do acordo, incluindo o número de contas falsas contabilizadas pela empresa.

Nas últimas semanas, Musk também criticou o Twitter por ter compensado o ex-chefe de segurança, Peiter Zatko, sem o seu consentimento, noticiou a agência France-Presse (AFP).

Zatko, por sua vez, denunciou que a rede social escondeu informações relevantes dos reguladores sobre as suas deficiências na defesa cibernética e o número de contas falsas.

O SEC publicou na terça-feira um documento enviado por Musk, onde refere que o magnata "pretende proceder ao encerramento da operação contemplada no acordo de incorporação em 25 de abril de 2022, nos termos e nas condições nele estabelecidas".

Além disso, segundo o documento, Musk também condiciona a finalização do negócio ao encerramento do processo judicial aberto pelo Twitter, bem como a suspensão de todos os procedimentos em andamento relacionados com esta questão.

No entanto, o documento entregue por Musk não oferece uma data específica para a consumação do acordo, que já conta com a aprovação dos acionistas do Twitter.

Mesmo perante a novela mediática, a batalha judicial e a turbulência económica, os acionistas da empresa responderam afirmativamente à compra por Elon Musk, em 13 de setembro.

As ações do Twitter caíram 1,91 dólares, ou 3,7%, encerrando nos 49,39 dólares esta quinta-feira, no segundo dia de queda das ações, após um aumento de mais de 22% na terça-feira, na sequência da oferta renovada por parte de Musk para comprar a empresa.

[Notícia atualizada às 23h35]

Leia Também: Twitter aceita oferta de Elon Musk para comprar rede social

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório