Meteorologia

  • 17 JANEIRO 2022
Tempo
10º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

Ativistas bloquearam armazéns da Amazon em três países europeus

Os ativistas querem chamar a atenção para os direitos dos trabalhadores da Amazon, assim como a importância de proteger o ambiente.

Ativistas bloquearam armazéns da Amazon em três países europeus

Um grupo de ativistas pelo clima aproveitou esta sexta-feira, dia 26, para bloquear os acessos a armazéns da gigante de comércio eletrónico Amazon em três países europeus - no Reino Unido, na Alemanha e nos Países Baixos.

A data escolhida não foi inocente uma vez que se trata da Black Friday, altura onde é comum haver um maior volume de compras devido às fortes campanhas de descontos. Como conta a AP, a ação destina-se a pressionar a gigante tecnológica para melhorar as condições dos trabalhadores assim como colocar um fim às práticas que prejudicam o clima.

“Esta ação destina-se a chamar a atenção para as práticas empresariais abusivas e ambientalmente destrutivas da Amazon, assim como para o desrespeito pelos direitos dos trabalhadores em nome do lucro da empresa e desperdício da Black Friday”, pode ler-se no comunicado do grupo responsável.

Dado que há armazéns da Amazon bloqueados, é provável que algumas encomendas demorem mais tempo a serem concretizadas e se possam verificar atrasos.

Em reação, a Amazon afirmou que leva as suas responsabilidades “muito a sério” e enalteceu a meta de atingir neutralidade de carbono até 2040 e de “providenciar salário e benefícios excelentes num ambiente de trabalho moderno”.

Leia Também: Itália multa Amazon e Apple em 200 milhões de euros

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório