Meteorologia

  • 16 SETEMBRO 2021
Tempo
25º
MIN 18º MÁX 28º

Edição

Trabalhadores da Ubisoft insatisfeitos com combate a assédio

Um comunicado dos trabalhadores da empresa pretendeu quis responder às declarações do CEO Yves Guillemot.

Trabalhadores da Ubisoft insatisfeitos com combate a assédio

Os trabalhadores da Ubisoft vieram a público pronunciar-se sobre as declarações do CEO Yves Guillemot, a propósito das mudanças conduzidas pela empresa para combater situações de assédio e discriminação.

“Estamos conscientes que a empresa fez algumas melhorias e estamos contentes por saber que o Yves [Guillemot] e a liderança concordam que não é suficiente. No entanto, a Ubisoft continua a proteger e promover conhecidos infratores e os seus aliados. Continuamos a ver a gestão a evitar este assunto”, pode ler-se no comunicado partilhado no Twitter pelo jornalista Stephen Totilo.

Recordar que, depois de ter sido alvo de um escândalo de assédio no verão de 2020, vários acusados na Ubisoft foram transferidos para outras posições ou abandonaram (pelo próprio pé) a empresa.

As declarações de Guillemot surgiram depois dos trabalhadores da Ubisoft terem expressado solidariedade com os colegas da Activision Blizzard, empresa que foi alvo de um processo na California (EUA) por situações de assédio e discriminação.

Leia Também: "Não vamos voltar ao silêncio". O protesto da Activision Blizzard

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório