Meteorologia

  • 18 JUNHO 2021
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 22º

Edição

Ataques informáticos cada vez mais sofisticados, frequentes e agressivos

O diretor da agência de cibersegurança dos EUA, Brandon Wales, avisou na terça-feira que ataques informáticos como o sofrido este fim de semana pela maior rede de oleodutos do país "são cada vez mais sofisticados, frequentes e agressivos".

Ataques informáticos cada vez mais sofisticados, frequentes e agressivos
Notícias ao Minuto

06:37 - 12/05/21 por Lusa

Tech Ataques informáticos

Durante uma audiência perante uma Comissão do Senado, Wales indicou que está à espera que a empresa proprietária da rede, a Colonial, lhe facilite a "informação técnica adicional sobre o que sucedeu exatamente" com esta rede, que transporta 45% do combustível até à costa leste do país.

A maior parte da atividade da rede de oleodutos parou na passada sexta-feira, quando começou este ataque por 'ransomware', através do qual um grupo de piratas informáticos - DarkSide, segundo a polícia federal (FBI, na sigla em Inglês) - bloqueou o acesso aos computadores da empresa e exigiu dinheiro pelo desbloqueio.

A rede transporta por dia 2,5 milhões de barris de gasolina, gasóleo e combustível de aviação, desde as refinarias do Golfo do México para o sul e o leste dos EUA.

Wales avisou que os piratas informáticos dedicam "tempo e recursos para investigar, roubar e explorar as vulnerabilidades, utilizando ataques mais complexos para evitar a deteção e desenvolver novas técnicas para atacar as cadeias de fornecimento de tecnologia de informação e as comunicações".

Na audiência, que decorreu na comissão de Segurança Nacional e Assuntos Governamentais do Senado, analisou-se principalmente o ataque informático conhecido como SolarWinds, detetado em dezembro.

Este ataque foi revelado pela empresa especializada em segurança informática FireEye, uma das maiores dos EUA, que informou que piratas vinculados a um governo de um país estrangeiro - as suspeitas centram-se na Federação Russa - conseguiram aceder aos seus sistemas e roubar material.

Os piratas informáticos conseguiram entrar em todo o tipo de sistemas através das atualizações de um programa popular da empresa de tecnologia norte-americana SolarWinds, chamado Orion, que tanto o governo como centenas de grandes empresas usam para monitorizar redes informáticas.

A diretora interina de segurança de informação do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA, Janet Vogel, assinalou, por seu lado, que há consciência no governo de que os adversários do país "já estão a desenvolver novas capacidades de pirataria informática" e advogou um trabalho conjunto entre as agências públicas e o setor privado.

Leia Também: Jerusalém: Biden apoia o "direito legítimo de Israel a defender-se"

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório