Meteorologia

  • 24 MAIO 2022
Tempo
19º
MIN 14º MÁX 20º

HBO divulga trailer de documentário sobre fenómeno conspiracionista QAnon

O documentário, dividido em seis partes, é produzido por Adam McKay e deverá estrear a 21 de maio.

HBO divulga trailer de documentário sobre fenómeno conspiracionista QAnon

A HBO partilhou esta quarta-feira o primeiro trailer da sua nova série documental 'Q: Into the Storm', que se debruça sobre o movimento conspiracionista QAnon, ligado ao ex-presidente norte-americano Donald Trump.

A série, dividida em seis partes, irá estrear apenas a 21 de maio, mas já é possível ver algumas imagens, com destaque para o recente ato de insurreição no Capitólio, em Washington D.C., onde estavam seguidores do movimento, e para várias personalidades de interesse no âmbito do tema, como Fredrick Brennan e Jim Watkins, respetivamente o fundador e o atual dono do fórum de internet 8chan, sítio já conhecido pela 'carta branca' a todo o tipo de discurso de ódio.

O realizador Cullen Hoback ('Terms and Conditions May Apply', 2013), que passou três anos a preparar a série, produzida por Adam McKay ('Vice', 2018), falou ainda com apoiantes do movimento, críticos e diversos jornalistas a seguir o fenómeno desde o seu surgimento, em 2017.

O documentário deverá incidir sobre a relação entre o QAnon, Donald Trump e antigos políticos e agentes de autoridade, incluindo também uma reflexão sobre a influência do movimento nas atmosferas política e social norte-americanas.

A QAnon, sublinhe-se, é uma teoria da conspiração da extrema-direita centrada na crença infundada de que Donald Trump está a fazer uma campanha secreta contra os inimigos de um alegado "Estado profundo" ("Deep State") e contra um círculo de tráfico sexual infantil dirigido por pedófilos e canibais satânicos - onde incluem líderes políticos e celebridades. 

Em 2017, e ao longo dos dois anos seguintes, os seguidores debruçaram-se sobre um conjunto de pretensas pistas publicadas online, num canto obscuro da internet (Dark Web), por um alegado alto funcionário do governo norte-americano conhecido apenas como "Q", cuja verdadeira identidade é um mistério. O movimento, porém, foi adotado por determinada franja da sociedade, adotando várias das suas teorias da conspiração - algumas bastante rebuscadas.

A presença deste movimento nas redes sociais foi sendo limitada, até ser efetivamente banida pelo Facebook e depois pelo Twitter.

Leia Também: QAnon acusa Costa de "instaurar ditadura de extrema-esquerda" em Portugal

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório