Meteorologia

  • 20 OUTUBRO 2021
Tempo
19º
MIN 16º MÁX 26º

Edição

YouTube encerrou canais de um 'blogger' apoiante de Bolsonaro

O YouTube fechou hoje dois canais de um popular 'blogger' defensor do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e que enfrenta uma investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) por divulgação de notícias falsas e organização de atos antidemocráticos.

YouTube encerrou canais de um 'blogger' apoiante de Bolsonaro
Notícias ao Minuto

14:30 - 04/02/21 por Lusa

Tech Brasil

O YouTube fechou hoje dois canais de um popular 'blogger' defensor do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, e que enfrenta uma investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) por divulgação de notícias falsas e organização de atos antidemocráticos.

"Todo o conteúdo do YouTube precisa seguir as diretrizes da comunidade", disse a plataforma de vídeo, num comunicado divulgado na noite de quarta-feira.

A rede social suprimiu os canais "Terça Livre TV" e "Terça Livre Live", criados por Allan dos Santos, militante de extrema-direita que já atuou como porta-voz da ala mais radical de um movimento que tem sido chamado de 'bolsonarismo' e que começou a ganhar notoriedade desde a campanha para as eleições presidenciais de 2018, que levaram Bolsonaro ao poder.

O YouTube sublinhou na nota que também se reserva o "direito de restringir a criação de conteúdo de acordo com os seus próprios critérios".

"No caso de uma conta ficar restrita na plataforma ou impossibilitada de utilizar algum dos nossos recursos, o criador", neste caso Allan dos Santos, "não poderá utilizar outro canal para contornar essas penalizações", afirmou o YouTube.

O 'blogger' é, juntamente com outros aliados do Presidente brasileiro, um dos investigados pela suposta organização de manifestações rotuladas de "antidemocráticas" pelo Ministério Público e pela Polícia Federal.

Nesses eventos, aos quais o próprio Bolsonaro compareceu ocasionalmente no ano passado, foram promovidas ideias em favor do "fechamento" Congresso, do Supremo Tribunal Federal e uma intervenção militar que seria liderada pelo atual chefe de Estado.

As autoridades brasileiras, com a permissão do Supremo Tribunal Federal, iniciaram uma investigação na época para descobrir quem está por trás da organização e do financiamento desses protestos.

Desde então, a Polícia Federal vem realizando procedimentos, como buscas em casa de parentes do governante e a prisão temporária de alguns ativistas de extrema-direita, a fim de reunir provas para a conclusão da investigação.

Allan dos Santos também teve a sua conta no Twitter suspensa, embora tenha criado outra que continua ativa.

Após o início das investigações, o 'blogger' anunciou, numa transmissão ao vivo pelas redes sociais, que ia deixar o Brasil para se mudar para os Estados Unidos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório