Meteorologia

  • 02 DEZEMBRO 2020
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 18º

Edição

Jogo digital melhora progressão de alunos de Cidadania na Lousã

Um jogo digital adotado por escolas da Lousã melhorou a progressão dos alunos na disciplina de Cidadania e Desenvolvimento nos últimos dois anos, disseram hoje responsáveis do projeto à agência Lusa.

Jogo digital melhora progressão de alunos de Cidadania na Lousã

O jogo 'Spot Cidadania' foi concebido pela Spot Games, uma 'startup' de Lisboa que trabalha para "transformar a experiência de aprendizagem" dentro e fora das salas de aula.

Em 2018, a ferramenta começou a ser utilizada em apenas algumas turmas do Agrupamento de Escolas da Lousã, no distrito de Coimbra, "por decisão de cada professor", após ter disponibilizada pela Câmara Municipal, afirmou um dos criadores do jogo, Francisco Miranda.

"O aluno não fica agarrado ao telemóvel", ressalvou à Lusa o cofundador da empresa, explicando que o jogo proporciona "uma imersão no ambiente digital que mobiliza também as redes familiar e comunitária" do utilizador.

A Spot Games, que tem igualmente Joana Lopes entre os responsáveis, realça que, no caso do 'Spot Cidadania', os principais objetivos são a "motivação para o trabalho escolar", a "apreensão de conteúdos", o "envolvimento familiar e comunitário" e a "satisfação por parte de professores".

"Este jogo retira carga, deixa o professor mais livre para ensinar e torna as aulas mais apelativas para os alunos", assegurou Joana Lopes.

Neste ano letivo, no município da Lousã, presidido por Luís Antunes, o 'Spot Cidadania' está disponível para 55 turmas, envolvendo cerca de 1.450 alunos do segundo ciclo, terceiro ciclo e ensino secundário.

Pelo segundo ano consecutivo, Maria Santos recorre a esta inovação tecnológica na sua atividade como professora de Cidadania e Desenvolvimento, com turmas do quinto e do sexto ano.

"Dá trabalho, mas faço um balanço muito positivo", declarou a docente à Lusa, explicando que, no último ano letivo, o jogo facilitou a aprendizagem dos alunos, nos meses recentes de "confinamento total".

O 'Spot Cidadania' revelou-se um instrumento educativo "muito dinâmico e apelativo", mas, com o ensino à distância durante a pandemia da covid-19, a docente "tinha de estar sempre em cima do acontecimento", incluindo à noite e na sua residência.

Segundo Maria Santos, o número de alunos envolvidos na iniciativa "aumentou significativamente", dois anos depois de uma primeira experiência incentivada pela Câmara da Lousã.

"A avaliação que fazemos do projeto é muito boa", confirmou Henriqueta Oliveira, vereadora da autarquia com o pelouro da Educação.

A opção tecnológica criada pela Spot Games "é um bom investimento e funcionou muito bem neste tempo de pandemia", adiantou à Lusa.

No ano letivo de 2019-2020, "a versão digital foi jogada em confinamento por 26 turmas, tendo envolvido 18 professores", que escolheram sete domínios da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento, salientou a empresa.

Também no vizinho município de Vila Nova de Poiares, pela primeira vez no presente ano letivo, o 'Spot Cidadania' passou a estar disponível para 25 turmas e aproximadamente 650 alunos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório