Meteorologia

  • 21 AGOSTO 2019
Tempo
28º
MIN 25º MÁX 30º

Edição

'Super Mario Maker 2': Uma caixinha de surpresas sem fim à vista

A Nintendo volta a tornar realidade os sonhos dos fãs de longa data do canalizador de bigode farfalhudo.

'Super Mario Maker 2': Uma caixinha de surpresas sem fim à vista

Por muitas críticas que a Wii U mereça, a consola foi ‘casa’ de alguns dos jogos mais aplaudidos da Nintendo nos últimos anos. O ‘Super Mario Maker’ original, lançado em 2015 numa altura em que a Wii U já era tida como uma oportunidade perdida, é uma das pérolas de tempos conturbados para a gigante nipónica.

E porque sempre devemos ver as coisas por um lado positivo, a Nintendo percebeu que havia uma comunidade vibrante e disposta a contribuir com tantos níveis de ‘Super Mario’ quanto fosse possível. A Nintendo decidiu assim apostar numa nova edição que – mais completa e com mais ferramentas – voltasse a tirar partido dos fãs de longa data do canalizador de bigode farfalhudo.

O resultado é ‘Super Mario Maker 2’ que, enquanto verdadeira continuação, oferece mais e melhor para um segmento muito específico mas (certamente) muito agradecido por contar com este título na Switch.

O objetivo a que propõe é cumprido com distinção. ‘Super Mario Maker 2’ reúne elementos de cinco jogos distintos – ‘Super Mario Bros.’, ‘Super Mario Bros. 3’, ‘Super Mario World’, ‘New Super Mario Bros. U’ e ‘Super Mario 3D World’ – para oferecer a maior diversidade possível. O original foi bem conseguido mas, comparado com ‘Super Mario Maker 2’, poderia ser considerado uma versão beta destinado a tornar-se aquilo que temos agora disponível para a Switch.

‘Super Mario Maker 2’ assume-se como uma experiência mais coesa onde o modo de criar e jogar níveis (já lá vamos) é complementado por um modo para um jogador. Este modo vê Mario a reconstruir o castelo de Peach, um modo tutorial ‘disfarçado’ que ajuda a despoletar a veia de designer de cada um. Se alguma vez sonhou em seguir em carreira a desenvolver videojogos, ‘Super Mario Maker 2’ é um bom sítio para começar/exercitar este seu lado. Mais do que incentivar os jogadores a criarem níveis difíceis (que, acredite, há em número suficiente) as ferramentas disponibilizadas pela Nintendo vão motivá-lo a puxar da imaginação e criar autênticas histórias, moldar o ritmo de jogo e carregar a própria personalidade.

Notícias ao Minuto© Nintendo

A nível de interface, nota-se que a Nintendo volta a ter dificuldade em lidar com todas as opções que disponibiliza. O menu principal nem sempre é o mais intuitivo e poderá deixar alguns jogadores um pouco perdidos e frustrados. Mesmo quando souber onde encontrar todas as opções que precisa, é provável que continue a ficar frustrado por ter de ir para outro ecrã para encontrar uma opção que devia estar mais acessível.

No que diz respeito à distribuição destas diferentes ferramentas e recursos, a Nintendo fez um trabalho tão bom quanto é possível dado a quantidade de opções que providencia. As opções estão todas acessíveis como gostaríamos, pelo que a grande dificuldade não é encontrar o que procura mas sim ter a criatividade necessária para tirar partido do que tem à disposição.

A distribuição de recursos e o modo de criar os níveis poderia ser um obstáculo mas, felizmente, esta parece ter sido uma preocupação da Nintendo e ‘Super Mario Maker 2’ procura facilitar ao máximo o trabalho dos jogadores

A comunidade faz a diferença

Felizmente, a perspetiva de partilhar com a já referida comunidade de jogadores é suficiente para motivar os jogadores a criarem os seus níveis. Qualquer outro jogo que dependesse de uma comunidade de jogadores para aumentar a longevidade podia estar condenado, mas essa não é a realidade vivida em ‘Super Mario Maker 2’.

Por esta altura, poucas semanas depois do lançamento, já há uma vasta seleção de níveis de que pode desfrutar. Estes níveis são apresentados de acordo com a popularidade – avaliada de acordo com o número de jogadores que avaliou de forma positiva ou negativa – e de acordo com o número de jogadores que os conseguiu completar. Além destas avaliações, os jogadores também podem deixar pequenos comentários que podem ser vistos por jogadores que possam querer enfrentar o desafio que se lhes apresenta. O que não é tão positivo é a capacidade de deixar comentários no próprio nível, o que pode estragar a surpresa de alguns níveis que alguns criadores se esforçaram tanto por criar. Felizmente, pode desativar estes comentários.

Notícias ao Minuto© Nintendo

Uma boa forma de ‘filtrar’ os níveis é o facto de ser obrigatório que o criador de um nível tenha completado a sua criação. Desta forma, a Nintendo garante que a maioria dos níveis está bem construído e minimiza a quantidade de ‘trolls’. A vertente social é completada pela capacidade de seguir determinados criadores. Se considerar que um criador de níveis é especialmente bom e queira saber o que criará de futuro, poderá simplesmente segui-lo para ter os seus mais recentes níveis disponíveis assim que estes forem partilhados.

Se jogar níveis criados por outros jogadores é a sua ‘praia’, então vai ficar contente por saber que o modo 'Endless Challenge' do original está de volta. Este modo apresenta um modo mais tradicional de ‘Super Mario’ com níveis sucessivamente mais difíceis mas, em vez destes serem criados pela Nintendo, são produzidos por membros da comunidade. Com quatro dificuldades diferentes, poderá escolher exatamente o tipo de desafio que procura ao mesmo tempo que mantém vivo o elemento surpresa.

A longevidade é estendida ainda mais com a capacidade de jogar em com até mais três jogadores, seja em modo cooperativo ou uns contra os outros. Naturalmente, poderá criar níveis a pensar nesta vertente multijogador o que ajuda a produzir dinâmicas verdadeiramente únicas.

Notícias ao Minuto© Nintendo

Infelizmente, a Nintendo ainda não parece ter acertado a 100% na criação de uma plataforma social fluida e intuitiva. Os jogadores de ‘Super Mario Maker 2’ ainda têm de trocar códigos entre si para terem acesso aos respetivos níveis. Imagine que tem um amigo que cria os próprios níveis em ‘Super Mario Maker 2’ e gostaria de os experimentar. Para o conseguir fazer, esse amigo tem de lhe enviar o respetivo código de jogador e só aí é que terá acesso à página com os níveis que pode jogar.

A já referida confusão dos menus ajuda a tornar esta questão dos códigos ainda maior, uma vez que a área em que pode pesquisar por amigos não é a mesma onde poderá procurar níveis novos. É uma pequena ‘ruga’ que pode revelar-se frustrante se estiver numa situação semelhante.

Há ainda que mencionar o facto de a Nintendo ter levado em conta o modo portátil da Switch. Dado que a consola apenas tem uma ligação Wi-Fi, é certo que muitos jogadores ver-se-ão muitas vezes na situação de ter de jogar em modo offline, pelo que é satisfação que se encontra a capacidade de descarregar níveis de outros criadores para jogar onde quiser. Mas não é a única forma de aproveitar o modo portátil. Caso esteja a jogar fora de casa, até poderá criar níveis em modo portátil de uma forma mais intuitiva, usando simplesmente o dedo para arrastar recursos e criar o nível de um modo menos convencional. 

Notícias ao Minuto© Nintendo

Considerações finais

‘Super Mario Maker 2’ é exatamente o que pretende ser e pouco se pode dizer isso em relação aos videojogos hoje em dia. Numa era em que muitos tentam fazer um pouco de tudo, é raro encontrar um jogo que faça o que quer e tão bem. ‘Super Mario Maker 2’ vai mais longe do que ser uma máquina do tempo para os fãs da Nintendo e mostra-se como uma ferramenta muito interessante de design de jogos.

‘Super Mario Maker 2’ presta-se a servir de caixa de ferramentas para aspirantes a produtores de videojogos. Se achava que este era um trabalho fácil, a Nintendo está aqui para lhe mostrar que é bem mais difícil do que parece e como tem sido difícil manter a qualidade na série ‘Super Mario’ ao longo de todos estes anos.

Se ‘Super Mario Maker’ já era considerado um bom jogo, ‘Super Mario Maker 2’ vai mais longe ao oferecer mais e melhor na Switch e, claro, na televisão ou em modo portátil.

Pontos fortes

- Ferramentas e recursos de cinco ‘Super Mario’ diferentes;

- Fiel na recriação dos estilos artísticos dos respetivos jogos;

- Modo campanha é um tutorial apropriado;

- Endless Challenge ajuda a manter elemento surpresa;

- Funcionalidades sociais;

Pontos fracos

- Códigos são necessários para partilhar níveis;

- Interface dos menus não é tão intuitiva como poderia desejar;

Ideal para…

Já referimos que a Nintendo fez exatamente aquilo a que se propôs com ‘Super Mario Maker 2’ e, dessa forma, o jogo também tem um público muito específico em mente. Qualquer jogador com mente criativa deverá dar uma oportunidade a ‘Super Mario Maker 2’, sejam ou não fãs da Nintendo. Os que sejam adeptos de desafios ou de estarem envolvidos numa comunidade também deverão prestar atenção até porque, ou muito nos enganamos, ou este é um daqueles jogos que continuará a ‘viver’ durante muito tempo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório