Meteorologia

  • 20 JULHO 2019
Tempo
20º
MIN 17º MÁX 23º

Edição

Impacto do 5G depende de um "ecossistema consolidado"

O administrador da NOS Comunicações João Ricardo Moreira afirma que para o 5G ter impacto na vida das cidades e dos cidadãos é preciso um "ecossistema consolidado", o qual atualmente ainda não está completo.

Impacto do 5G depende de um "ecossistema consolidado"
Notícias ao Minuto

16:15 - 13/06/19 por Lusa

Tech NOS Comunicações

"O 5G para ter impacto nas cidades e cidadãos precisa de ecossistema consolidado, não só a disponibilização do espectro, da rede, mas também nos equipamentos terminais", disse o gestor em Londres, onde participou na conferência 5G World, onde falou sobre o papel dos operadores de telecomunicações como promotores das 'smart cities' [cidades inteligentes].

Para que o 5G tenha impacto é preciso "que existam 'smartphones' com preços e baterias minimamente aceitáveis que permitam às pessoas adotar esta tecnologia", prosseguiu.

E apesar de haver alguns países que vão arrancar em breve com o 5G - nomeadamente a Vodafone Espanha -, João Ricardo Moreira salientou que o "ecossistema não está [ainda] completo".

No caso do mercado português, o modelo de atribuição das licenças de quinta geração móvel (5G) - que vai permitir uma maior velocidade de transmissão de informação e uma maior conectividade entre objetos - não está ainda definido.

"Estamos confortáveis com o tempo que está a decorrer", afirmou o gestor.

Questionado sobre qual vai ser a primeira cidade 5G da NOS em Portugal, João Ricardo Moreira disse que ainda não foi decidido: "Temos algumas hipóteses em cima da mesa, atempadamente diremos qual é".

"Acreditamos que o 5G é uma disrupção tecnológica que tem sempre impacto", disse, e isso vai refletir-se quer na vida dos cidadãos como das cidades. Queremos liderar a adoção do 5G, seja do ponto de vista tecnológico, seja do aproveitamento desta tecnologia" em diferentes vertentes, entre as quais as 'smart cities', acrescentou.

No caso das cidades inteligentes, a NOS tem alguns exemplos a funcionar em Portugal - Oeiras, Vila Nova de Famalicão, Moita ou Lagoa.

"São exemplo reais", afirmou, salientando que nestas cidades, por exemplo, é possível perceber os fluxos de mobilidade das mesmas e assim ajudar nas suas operações, nomeadamente na mobilização de recursos das autarquias.

O 5G, referiu, "tem aspetos de disrupção tecnológica relevante" e vai permitir a disponibilização de um conjunto de produtos e serviços às empresas e entidades públicas, os quais, por sua vez, vão trazer valor aos cidadãos.

Questionado quando é que os cidadãos vão sentir o impacto dos serviços das 'smart cities', o administrador da NOS Comunicações referiu que este já existe, as pessoas é que por vezes não o percecionam.

Por exemplo, na recolha de lixo, que "é mais bem feita", resultante da "eficiência das operações", mas "é natural" que não tenham essa perceção imediata.

Relativamente à possibilidade de existir assimetrias entre os municípios do interior e as grandes cidades no que respeita a soluções de 'smart cities', o gestor afastou o risco: "É possível recorrer a soluções modulares, adaptadas a municípios de pequena e média dimensão" e "não há propriamente barreiras que impeçam os municípios interiores" de apostar nas cidades inteligentes, prosseguiu.

Além disso, os municípios de pequena e média dimensão até podem ser mais ágeis que as grandes cidades, uma vez que têm menor complexidade, considerou.

Na sua intervenção no 5G World, em Londres, João Ricardo Moreira apresentou alguns exemplos de como é possível construir uma 'smart city' a partir das competências tecnológicas de um operador de telecomunicações.

O responsável considera que, com a evolução dos 'standards' da tecnologia e o 5G "estão reunidas as condições" para acelerar o desenvolvimento das soluções para as 'smart cities'.

Sobre a questão da Huawei, empresa chinesa banida pelos Estados Unidos, o responsável escusou-se a fazer comentários, referindo apenas que a NOS está atenta ao que se passa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Recebe truques e dicas sobre Internet, iPhone, Android, Instagram e Facebook!

O mundo tecnológico em noticias, fotos e vídeos.

Obrigado por ter ativado as notificações de Tech ao Minuto.

É um serviço gratuito, que pode sempre desativar.

Notícias ao Minuto Saber mais sobre notificações do browser

Campo obrigatório