Meteorologia

  • 26 MAIO 2018
Tempo
12º
MIN 12º MÁX 13º

Edição

Governo exige solução política para condicionamentos do aeroporto

O presidente do Governo da Madeira afirmou esta segunda-feira que a situação recorrente dos condicionamentos no aeroporto da ilha é uma "questão técnica que exige soluções políticas" na revisão dos limites do vento para realização das operações.

Governo exige solução política para condicionamentos do aeroporto
Notícias ao Minuto

19:34 - 23/04/18 por Lusa

Política Madeira

um problema técnico, mas que exige de facto soluções políticas", disse Miguel Albuquerque aos jornalistas, quando questionado sobre o facto de o movimento de aterragens e descolagens estar hoje novamente condicionado devido ao vento forte desde as 08:00.

O governante madeirense adiantou que o vice-presidente do executivo regional, Pedro Calado, vai deslocar-se na sexta-feira a Lisboa para "novamente" reunir com responsáveis da Aeroportos de Portugal (ANA) e "avançar com este trabalho de revisão dos limites" da velocidade do vento para a realização do movimento de aterragens e descolagens na pista do Aeroporto da Madeira - Cristiano Ronaldo.

"Mas a revisão dos limites tem de ser sempre dentro dos princípios de segurança", vincou Miguel Albuquerque, sublinhando que esta questão "não pode ser descurada".

Desde a manhã de hoje já foram cancelados 20 voos, tendo apenas aterrado 10 aeronaves, sendo que da parte da tarde apenas um avião conseguiu aterrar (às 17:56).

Os ventos fortes têm condicionado a normal operação e a estação que o Instituto Português do Mar e da Atmosfera mantém no aeroporto registou hoje uma rajada de 87 km/h.

"Neste momento estão ainda divergidos 10 aviões para diversos destinos", informou fonte do aeroporto.

Para este dia acabar, em termos de movimentos de aviões, faltam apenas três aeronaves da TAP, sendo que os dois últimos da noite são os que fazem o 'night stop', saindo na manhã de terça-feira.

O navio Lobo Marinho, que faz as ligações inter ilhas, irá trazer para a Madeira, na viagem do final de dia, "mais de 500 passageiros" que ficaram retidos na ilha do Porto Santo em aviões que foram para lá divergidos, informou fonte da companhia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.