Meteorologia

  • 22 FEVEREIRO 2020
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 22º

Edição

Passos anuncia novas medidas de austeridade às 19h20

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, vai anunciar ao final da tarde desta sexta-feira mais medidas de austeridade para equilibrar as contas públicas.

Passos anuncia novas medidas de austeridade às 19h20

A notícia foi avançada pelo Jornal de Negócios e depois confirmada pelo gabinete do primeiro-ministro, que adiantou que a declaração de Passos Coelho ao País será feita às 19h20, cerca de trinta minutos antes do jogo da Selecção Nacional contra o Luxemburgo, a contar para o Mundial de 2014. Desconhecem-se ainda as medidas que serão anunciadas três dias antes de terminar a quinta avaliação da troika ao programa de ajustamento português.

"O Primeiro-Ministro de Portugal, Dr. Pedro Passos Coelho, fará hoje, dia 07 de Setembro, pelas 19h20, uma declaração ao País na Residência Oficial de São Bento", refere uma nota do gabinete do primeiro-ministro.

Em declarações feitas na passada quarta-feira, Passos Coelho abriu a porta a um novo aumento de impostos, apesar de ter admitido que não era um cenário desejável. "Todos desejaremos, não tenho dúvida nenhuma, ultrapassar as nossas dificuldades sem sobrecarregar mais os portugueses com impostos, mas nenhum de nós - rigorosamente nenhum de nós - está em condições de dizer que não vai tomar uma ou outra decisão se ela tiver de ser adoptada", disse o primeiro-ministro.

Ainda esta manhã, o Presidente da República respondeu a esta possibilidade de mexidas nos impostos pedindo uma maior equidade fiscal e uma melhoria na distribuição dos sacrifícios. “Só se podem considerar para acréscimos de sacrifícios aqueles que não os suportaram até este momento”, afirmou hoje o Presidente da República, citado pela RTP, à margem da inauguração de uma unidade de fabrico de nano-materiais em Coimbra.

O Diário Económico noticia hoje que o Governo "está a estudar novos aumentos da taxa de IVA de alguns produtos como uma das medidas alternativas ao corte nos subsídios da Função Pública".

Recorde-se que no dia 23 de Agosto, depois da divulgação dos dados da Execução Orçamental até Julho, o Governo admitiu o falhanço da meta do défice orçamental de 4,5% do PIB para este ano, devido a um desvio nas receitas fiscais. O documento mostrou que as receitas do Estado com impostos desceram 3,5% nos primeiros sete meses do ano, enquanto o orçamento rectificativo prevê um crescimento de 2,8% em 2012.

O anúncio de novas medidas de austeridade sugere que a troika não terá sido flexível em relação à meta do défice para este ano.

O Notícias Ao Minuto tentou apurar quais as medidas que Passos Coelho vai anunciar hoje ao País, mas não obteve resposta.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório