Meteorologia

  • 21 FEVEREIRO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 17º

Edição

PS acusa PSD de ter "subido mais um degrau" na irresponsabilidade

O líder parlamentar do PS acusou hoje o PSD de ter "subido mais um degrau" na irresponsabilidade no parlamento, depois do nome indicado pelos socialistas ter falhado, pela terceira vez, a eleição para o Conselho Superior de Segurança Interna.

PS acusa PSD de ter "subido mais um degrau" na irresponsabilidade
Notícias ao Minuto

15:06 - 09/02/18 por Lusa

Política Parlamento

"O PSD subiu mais um degrau para o patamar da irresponsabilidade no Parlamento. Aguardaremos pela eleição da sua nova direção para retomar este processo, para o qual é necessário dois terços dos votos, para ver se encontramos alguém no PSD que seja capaz de honrar a sua palavra", afirmou Carlos César, numa declaração enviada à Lusa.

Em 13 de outubro, PS e PSD enviaram um comunicado conjunto à comunicação social no qual indicavam os candidatos para vários órgãos externos, entre os quais o Conselho Superior de Segurança Interna, a par de outros como o Conselho de Fiscalização do Sistema de Informação da República, o Provedor de Justiça ou o Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, estes entretanto eleitos.

Já para o Conselho Superior de Segurança Interna o parlamento falhou hoje, pela terceira vez, a eleição do seu representante: o deputado Fernando Anastácio conseguiu 106 votos, menos do que os dois terços necessários para garantir a eleição, que no caso seriam 133 votos favoráveis.

De acordo com informações da mesa da Assembleia da República, em 200 votantes, numa eleição que decorre por voto secreto, 71 votaram em branco e houve 23 nulos.

Esta foi a primeira vez que Fernando Anastácio foi a votos, depois de Jorge Lacão ter ficado aquém da fasquia dos dois terços em dois anteriores atos eleitorais para o Conselho Superior de Segurança Interna.

O PSD tem um novo presidente eleito, Rui Rio, desde as diretas de 13 de janeiro, que será empossado no Congresso que se realiza entre 16 e 18 de fevereiro, em Lisboa.

Sobre a atual liderança parlamentar, no final de janeiro foi divulgado um comunicado depois de uma reunião entre Rui Rio e Hugo Soares, no qual se expressava concordância entre ambos de que a direção da bancada na Assembleia da República deveria manter-se "na plenitude das suas funções" até ao Congresso, "remetendo-se apenas para essa altura a necessária análise política da questão".

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.