Meteorologia

  • 17 FEVEREIRO 2018
Tempo
10º
MIN 10º MÁX 10º

Edição

Movimento Rui Moreira quer que CDU explique substituição de 26 deputados

O grupo municipal Rui Moreira: Porto, o Nosso Partido pediu hoje à CDU para esclarecer os 26 pedidos de substituição de deputados na sessão extraordinária da Assembleia Municipal do Porto, realizada na quarta-feira à noite.

Movimento Rui Moreira quer que CDU explique substituição de 26 deputados
Notícias ao Minuto

22:18 - 08/02/18 por Lusa

Política Independente

"A CDU é uma coligação que integra o PCP, partido institucionalista com tradição parlamentar e autárquica que merece todo o respeito dos eleitos do nosso movimento. Mas não explicou, até ao momento, os motivos inadiáveis que estiveram na origem das faltas e dos pedidos sistemáticos de substituição de 26 candidatos a deputados", adiantou a associação cívica Porto, o Nosso Movimento, em comunicado enviado à Lusa.

O movimento independente entendeu que esta situação deveria ser "devidamente esclarecida" pela CDU "em nome da transparência e dignificação" da política e da assembleia.

"Estando legalmente admitida a substituição pontual de eleitos pelo seguinte na lista, quando excecionalmente e por motivo inadiável não puderem comparecer nas sessões, não há memória de que, numa mesma sessão, 26 candidatos tenham pedido a sua substituição, indo ao ponto de chamar o 30.º da lista (suplente), quando a CDU elegeu apenas três deputados, sendo esse 30.º da lista o candidato que o líder do grupo municipal da CDU informou que iria estar presente, mesmo antes de os demais terem pedido a sua substituição", sublinhou.

Em resposta, o líder do grupo municipal da CDU, Rui Sá, disse à Lusa que o partido cumpriu a lei, tendo-se sentido "muito bem representado" pelo seu 30.º candidato, um atleta medalhado paralímpico, numa sessão dedicada aos problemas dos cidadãos com deficiência.

"É de lamentar que o movimento de Rui Moreira, que não apresentou nenhuma proposta sobre tão importante assunto, exceto a extinção da Provedoria Municipal do Cidadão com Deficiência, seja tão palavroso sobre um assunto que, na própria assembleia municipal, a CDU pretendeu esclarecer tendo sido impedida de o fazer pelo presidente da mesma e líder do movimento de Rui Moreira", concluiu.

Na quarta-feira à noite, a Assembleia Municipal do Porto aprovou, por maioria, recomendações do PS, CDU e BE à câmara para que reconsidere a extinção da Provedoria Municipal do Cidadão com Deficiência e faça o levantamento das acessibilidades às habitações e transportes públicos.

Os deputados pretendem que a autarquia, liderada pelo independente Rui Moreira, retome o funcionamento desta provedoria, faça o levantamento das condições de acessibilidades a habitações sociais, transportes públicos, associações e barreiras em espaços físicos e crie uma bolsa de casas para habitação social acessíveis e adequadas a cidadãos com deficiências.

Criada em 2002, esta provedoria foi extinta em dezembro de 2017, o que suscitou críticas por parte da oposição.

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.