Meteorologia

  • 18 AGOSTO 2018
Tempo
17º
MIN 17º MÁX 18º

Edição

"Santana é melhor e tem mais qualidades que alguns apoios que teve"

A urnas já fecharam, o vencedor já é conhecido, mas Joaquim Jorge acredita que Santana Lopes foi prejudicado pelo pouco tempo e pelos apoios que teve.

"Santana é melhor e tem mais qualidades que alguns apoios que teve"
Notícias ao Minuto

11:18 - 15/01/18 por Inês André de Figueiredo 

Política Joaquim Jorge

O fundador do Clube dos Pensadores (CdP), Joaquim Jorge, reagiu às eleições diretas do PSD que se realizaram no passado sábado e, numa opinião enviada ao Notícias ao Minuto, garantiu que após a vitória, Rui Rio “agora tem de convencer os portugueses”.

No ponto de vista do biólogo, “há várias razões para que acontecesse a vitória de Rui Rio: a sua pessoa; apoios e a imagem”.

Contrariamente, “Pedro Santana Lopes não teve muito tempo para preparar esta candidatura e não estava em condições de recusar apoios, mas o provérbio, ‘diz-me com quem andas eu dir-te-ei quem és’, foi fatal”, realça.

Apesar de o resultado já ser conhecido e de a liderança do PSD ter ficado nas mãos de Rui Rio, Joaquim Jorge sublinha que “Pedro Santana Lopes é muito melhor e tem mais qualidades que alguns apoios que teve”.

“Em vez, de acrescentar, [apoios] diminuíram. A isso se deve a sua derrota. As ideias eram boas e inovadoras, mas alguns apoios eram péssimos. A maioria dos apoios estavam conotados com o aparelho do partido e que esteve na génese da maior derrota do PSD em autárquicas. Os militantes não esqueceram isso”, justifica o biólogo.

Pedro Santana Lopes perdeu, mas caiu de pé e fez tremer Rui Rio no 1.º debate, fazendo sonhar muita gente e levou ao suspense desta disputa até ao fim. Mas depois falta o resto: a sua imagem estava estafada e desgastada”, salvaguardou o fundador do Clube dos Pensadores.

Joaquim Jorge acredita que “por vezes é preciso não aparecer e estar na sombra, não se pode estar sempre em bicos de pés”, e, neste caso, “Rui Rio preparou a sua candidatura há imenso tempo com pragmatismo e procurando rodear-se com gente fora do aparelho do PSD”.

Mas o biólogo acredita que esta vitória não chega. “Se quiser ganhar o país tem que expurgar o partido de figuras que nada mais fizeram do que viver do PSD”, assegura.

“Precisa de se rodear de pessoas que dêem alguma coisa ao PSD e que os portugueses percebam esses sinais e acreditem nessa mudança”, acrescenta ainda o biólogo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório

Os cookies ajudam-nos a melhorar a sua experiência como utilizador.

Ao utilizar o nosso website, está a aceitar o uso de cookies e a concordar com a nossa política de utilização.