Meteorologia

  • 27 SETEMBRO 2021
Tempo
20º
MIN 14º MÁX 26º

Edição

Machete ganhava 1.250 euros por reunião no BPN

O novo ministro dos Negócios Estrangeiros Rui Machete recebia 1.250 euros em dinheiro por reunião no BPN, enquanto presidente do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios (SLN), dona do banco, escreve hoje o Diário de Notícias (DN).

Machete ganhava 1.250 euros por reunião no BPN

Primeiro em dinheiro e mais tarde em cheque. Cada reunião no BPN ‘rendia’ 1.250 euros a Rui Machete, o recém-empossado ministro dos Negócios Estrangeiros, que recebia aquele montante enquanto presidente do Conselho Superior da Sociedade Lusa de Negócios, dona do banco.

De acordo com o DN, como o próprio Machete chegou a admitir em declarações na comissão parlamentar de inquérito ao BPN, durante alguns anos este montante era pago em dinheiro e só depois passou a ser entregue em cheque.

O jornal recorda que, na 31ª reunião da comissão parlamentar de inquérito, a 2 de Abril de 2009, Rui Machete falou do sistema de pagamentos para os membros do Conselho Superior da SLN. “Penso que houve uma altura em que o banco abriu umas contas e, depois, passou a pagar em cheque, visto que algumas pessoas, como era o meu caso, não queriam ter contas no banco”, disse naquela data o actual ministro dos Negócios Estrangeiros.

Questionado pelo antigo deputado socialista Afonso Candal, Machete adiantou ainda naquela ocasião que, apesar de não saber “dizer ao certo”, “a remuneração devia ser à volta de 1.250 euros por reunião”, adiantando que “todos, excepto os administradores – evidentemente – recebiam senhas de presença”.

Ontem, Machete afirmou estar “de consciência tranquila” relativamente às suas ligações ao BPN que já foram alvo de fortes críticas à esquerda.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório