Meteorologia

  • 20 NOVEMBRO 2017
Tempo
15º
MIN 14º MÁX 15º

Edição

CDU pede investimento público em Beja e espeta "farpas" a PS

O líder da Coligação Democrática Unitária (CDU) exigiu hoje mais investimento público em infraestruturas, como vias de comunicação, num almoço-comício autárquico em que foram lançadas numerosas "farpas" ao concorrente PS, em Beja.

CDU pede investimento público em Beja e espeta "farpas" a PS
Notícias ao Minuto

17:15 - 17/09/17 por Lusa

Política Autárquicas

"Precisamos de mais investimento direto do Estado em domínios vitais como são os das infraestruturas para o desenvolvimento económico ou dos transportes... Aqui, em Beja, bem se conhece, por experiência própria, a obra realizada pela CDU. Mas conhecem, sobretudo, por experiência feita, ainda que felizmente limitada no tempo, o que o concelho e quem aqui vive e trabalha perderam quando a autarquia foi parar a mãos erradas, com a gestão do PS", afirmou Jerónimo de Sousa.

Para a CDU, que congrega PCP, PEV e independentes, "é urgente" o reinício "de obras de vias de comunicação, de beneficiação de estradas nacionais, reabilitação e modernização de linhas férreas da rede convencional", pois "o IP8 não pode parar de novo e a poucos quilómetros de Beja", e "o Alqueva precisa de ser potenciado com o desenvolvimento de novas atividades agroindustriais", além da "eletrificação da linha de caminho-de-ferro.

O deputado de "Os Verdes" José Luís Ferreira também apelou ao voto bejense e lamentou a histórica "cumplicidade de PS com PSD e CDS" numa série de medidas adotadas ao longo dos anos de limitação de direitos e de rendimentos das populações, mas sobretudo dos serviços públicos e também da autonomia das autarquias.

"O que mudaram foram as circunstâncias, não foi o PS", disse o parlamentar ecologista, referindo-se a um posicionamento quiçá algo cínico dos socialistas aquando da assinatura das posições conjuntas com BE, PCP e PEV, em novembro de 2015, que viabilizaram o atual executivo de António Costa.

O atual presidente da Câmara Municipal de Beja (CMB), João Rocha, também esteve presente, carregando nas críticas ao PS, partido ao qual reconquistou o município há quatro anos para a CDU, com uma maioria, mas por apenas cerca de 300 votos.

"Isto é tudo muito lindo, uns andam de comboio, outros vão a pé, outros como quiserem. Agora, passam pelos governos e não resolvem nada. Já que estamos nestas eleições, é bom que ninguém se esqueça que, daqui a algum tempo, há eleições para a Assembleia da República e são estes que continuam a enganar-nos. Portanto, temos de ter os olhos abertos", aconselhou o histórico autarca, que cumprira nove mandatos em Serpa até 2012 antes de concorrer a Beja.

O socialista Paulo Arsénio foi o escolhido pelos socialistas, que deixaram de parte os atuais vereadores, a fim de recuperarem a autarquia que lideraram apenas durante um mandato, entre 2009 e 2013.

Nas eleições de 01 de outubro, concorrem ainda José Pinela Fernandes (PSD), José Pedro Oliveira (BE) e Luís Dargent (CDS-PP).

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório