Meteorologia

  • 21 SETEMBRO 2017
Tempo
21º
MIN 21º MÁX 21º

Edição

Cristas concentrada em Lisboa faz campanha em mais seis concelhos

A presidente do CDS-PP e candidata à Câmara de Lisboa, Assunção Cristas, vai concentrar na capital as ações de campanha durante o período oficial, mas estará pelo país em pelo menos seis concelhos.

Cristas concentrada em Lisboa faz campanha em mais seis concelhos
Notícias ao Minuto

09:43 - 16/09/17 por Lusa

Política Autárquicas

A líder centrista prevê participar em ações da campanha para as eleições autárquicas do próximo dia 01 de outubro nos concelhos de Pombal, Porto, Alcobaça, Alcochete, Alvaiázere e Foz Côa, depois de ter estado na pré-campanha em Ponte de Lima, município governado pelo CDS-PP, em Leiria e Mêda.

A agenda não está encerrada, disse à Lusa fonte oficial, ressalvando que podem surgir ainda mais compromissos da líder fora da Lisboa, onde é cabeça de lista à Câmara pela coligação "Pela Nossa Lisboa" (CDS-PP/MPT/PPM).

Durante o período oficial de campanha, que decorre entre 19 e 29 de setembro, Assunção Cristas irá participar no dia 20 num jantar em Pombal (Leiria), no dia 22 estará ao final da tarde no Porto, onde o CDS-PP apoia o independente Rui Moreira, no dia 24 almoçará em Alcobaça (Leiria) e no dia 26 estará, ao final da manhã, em Alcochete (Setúbal), e no dia 27 irá jantar em Alvaiázere (Leiria).

A líder deverá ainda participar numa ação de campanha em Foz Côa, mas que está por agendar.

Em 2001, quando também acumulou a liderança do CDS-PP com a candidatura à Câmara Municipal de Lisboa, o ex-líder Paulo Portas centrou igualmente a campanha autárquica na capital.

Dos onze dias oficiais de campanha, Portas dedicou seis integralmente a Lisboa, tendo passado outros dois dias no distrito de Aveiro. Mirandela (Bragança), Bombarral (Leiria), Loures (Lisboa) e Setúbal foram outras das poucas deslocações pelo país do então líder democrata-cristão.

Paulo Portas conseguiu ser eleito vereador em Lisboa com 7,59%, mas, a nível nacional, perdeu cinco câmaras, passando o CDS-PP de oito para três lideranças camarárias.

O cenário da saída chegou a ser equacionado pelo líder do CDS-PP, mas a demissão do então primeiro-ministro socialista António Guterres mudou o cenário político, e, em março do ano seguinte, Paulo Portas viria a assinar um acordo de Governo com o PSD liderado por Durão Barroso.

Há quatro anos, os centristas mantiveram a presidência da Câmara de Ponte de Lima (distrito de Viana do Castelo) e conquistaram outras quatro autarquias: Albergaria-a-Velha (distrito Aveiro), Vale de Cambra (distrito Aveiro), Velas (nos Açores) e Santana (na Madeira).

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório