Meteorologia

  • 20 SETEMBRO 2017
Tempo
16º
MIN 15º MÁX 16º

Edição

Lisboa: João Ferreira defende "atenção acrescid ao comércio tradicional"

O candidato da CDU à presidência da Câmara de Lisboa, o eurodeputado João Ferreira, defendeu hoje a necessidade de "uma atenção acrescida ao comércio tradicional" da capital, após ter ouvido as queixas de comerciantes da freguesia lisboeta de Campolide.

Lisboa: João Ferreira defende "atenção acrescid ao comércio tradicional"
Notícias ao Minuto

20:46 - 15/09/17 por Lusa

Política CDU

"Defendemos nos últimos anos, na Câmara Municipal, que fosse aprovado um programa de apoio à revitalização e à modernização do comércio tradicional. Isto exige uma atenção, uma relação de proximidade com as associações representativas do comércio e serviços da cidade, exige uma atenção às necessidades, por exemplo, do ponto de vista do estacionamento", declarou à Lusa o também vereador na capital.

Pelas ruas da freguesia lisboeta de Campolide, João Ferreira distribuiu panfletos em cafés, padarias, cabeleireiros e farmácias com "as boas razões para votar na CDU", fazendo-se acompanhar da candidata da CDU à presidência da Junta de Freguesia de Campolide, Maria José Arnaldo.

Após a iniciativa de contacto com os comerciantes, João Ferreira disse à Lusa que notou "uma grande insatisfação com a forma como foram realizadas algumas das intervenções da Câmara no espaço público [...] com um deficiente planeamento que não teve em conta os interesses dos comerciantes e a necessidade de minimizar os impactos que umas obras deste tipo sempre trazem para os comerciantes".

Como principais queixas dos comerciantes encontram-se "a superabundância de pilaretes, as dificuldades que foram criadas ao trânsito nalgumas das ruas e o problema do estacionamento", indicou o candidato da CDU à presidência da Câmara de Lisboa.

"Há um descontentamento, eu diria mais do que com as obras em si, e esse é bem visível, sobretudo com um certo estilo de trabalho que tem prevalecido nos últimos anos na Câmara Municipal de Lisboa, uma certa cultura de imposição à população", declarou João Ferreira, advogando que o atual executivo "tem tido uma cultura de favor para com o promotor imobiliário, para com o especulador e uma cultura de imposição à população".

Para o atual vereador da CDU na Câmara de Lisboa, "é possível adotar uma política de estacionamento e de tarifas que seja amiga do comércio tradicional, que estimule a frequência do comércio tradicional, por exemplo, que preveja períodos iniciais de estacionamento gratuitos ou quase gratuitos e depois um incremento à medida que o tempo passe para poder fomentar a rotatividade".

Nas eleições de 01 de outubro concorrem à presidência da Câmara de Lisboa Assunção Cristas (CDS-PP/MPT/PPM), João Ferreira (CDU), Ricardo Robles (BE), Teresa Leal Coelho (PSD), o atual presidente, Fernando Medina (PS), Inês Sousa Real (PAN), Joana Amaral Dias (Nós, Cidadãos!), Carlos Teixeira (PDR/JPP), António Arruda (PURP), José Pinto-Coelho (PNR), Amândio Madaleno (PTP) e Luís Júdice (PCTP-MRPP).

Seja sempre o primeiro a saber. Acompanhe o site eleito pela Escolha do Consumidor 2017.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório